quarta-feira, 3 de maio de 2017

Sonhos existem para serem realizados

Olá investidores,

Como vocês sabem, e eu avisei no meu último post, no dia 10/04/2017 eu embarquei, junto com o meu pai, para conhecer, in loco, os Estados Unidos da América.



Os líderes culturais, econômicos, militares, políticos, solidários, e tudo mais que você possa imaginar. O país que é uma mãe para os imigrantes (honestos e trabalhadores), a única superpotência da terra, a nação que ajudou a reconstruir a Europa, e derrubou o Império do Mal (União Soviética).

E quais são as conclusões que o IL3 tira dessa viagem?

1) Os EUA são os MELHORES, e ponto final. Eu pude ver, com meus próprios olhos, como tudo funciona naquele lugar. As ruas e estradas são tapetes, as calçadas são largas, limpas, as construções, principalmente os prédios de Washington, D.C. (capital) são MARAVILHOSOS, enfim, é realmente tudo aquilo que eu imaginava.

Por outro lado, lá também tem buracos nas ruas, faixas apagadas, sujeira, pedintes, pichações, tudo, é claro, em uma proporção INFINITAMENTE menor que o Bananil. Não, não é perfeito, contudo, está, deixa eu ver, uns 1.000 anos na nossa frente, no mínimo...

E um dos motivos para essa diferença, se não for o principal, é justamente o POVO AMERICANO! Olha, durante todo esse período que estivemos lá, eu e o meu pai fomos muito bem tratados. Sabe essa historinha de que existe preconceito contra brasileiros? Tudo mentira!

Os americanos não gostam de pessoas mau educadas, independentemente de sua nacionalidade. Mesmo falando um inglês básico, praticamente todos, com uma exceção, foram muito atenciosos, gentis e simpáticos com nós!

O que eu mais gostei de lá, porém, foi da ECONOMIA. A economia americana é uma coisa fantástica, e eu não canso de repetir isso. É uma economia dinâmica, pujante, vibrante. Dá gosto de ficar olhando como as pessoas são produtivas, como os processos funcionam, como o consumidor é respeitado e bem atendido.

Eu fui em um Walmart em Boston, e vocês não tem noção da QUANTIDADE de opções que existem lá. Só a parte de congelados, sem mentira, eram uns dez corredores, com trocentas mil variedades diferentes. Fora o resto do mercado, que tem simplesmente TUDO que você precisa.

As farmácias, então, sem comentários. Farmácia, aqui na Banânia, é só farmácia correto?

Nos EUA, farmácias são MERCADOS. Sim, é isso mesmo que você leu, são mercados! Você entra em uma, seja da CVS, Duane Reade (que é da Walgreens), ou a própria Walgreens, e fica espantado ao perceber que os medicamentos, mesmo, ficam nos fundos da loja, enquanto bebidas, comidas, produtos de limpeza, e tudo que você possa imaginar fica na frente, rsrs.

E as pessoas comprando, comprando, comprando... Que crise é essa que tanto alardeiam? A verdade é uma só. A América, e até mesmo a Europa, em "crise", são anos-luz melhores do que qualquer país dessa América Latrina nojenta em prosperidade. Não dá para descrever em palavras, tem que ver para crer, o capitalismo americano é uma coisa formidável, simplesmente espetacular, digno de aplaudir de pé!

2) O Bananil é, e sempre será, deixa eu ver, uma coisa escrota, grotesca, tosca e por aí vai... Antes eu chamava ele de lixo, porém, cheguei a conclusão que isso aqui é pior do que lixo, afinal, nem para reciclar essa merda serve! Cheguei aqui no dia 01/05/2017, já com essa cambada de pelegos, safados e vagabundos comemorando o "Dia do Trabaiado".

Aí, hoje, quais são as duas principais notícias do dia?!



E teve também a libertação do Eike Batista, que foi solto na semana passada por um dos maiores bandidos, canalhas e vagabundos do $PTF, mais conhecido como Gilmar Mendes.


Resumidamente?

Essa latrina é, entre os mais de 200 países do mundo, o único, veja bem, o ÚNICO que o crime compensa. Não preciso entrar em detalhes, pois os exemplos saltam aos olhos, logo, a pergunta que eu quero fazer é a seguinte.

Você realmente que ter um futuro aqui? Acha que vale a pena fazer planos, casar, constituir uma familia? Se a sua resposta for sim, desculpe, mas você deve ter sérios problemas mentais...

Da minha parte, a imigração não é uma opção, e sim uma DECISÃO. O meu plano continua o mesmo, que é trabalhar, poupar, estudar inglês e pular fora daqui no máximo até o final de 2020. Resta apenas escolher o país, sendo que as minhas opções são as seguintes.

1) EUA/Canadá

2) Reino Unido/Portugal

3) Austrália/Japão

Eu sei que vocês devem estar muito curiosos para verem as fotos, e eu as colocarei em breve, mas resolvi, antes de mais nada, deixar as minhas impressões sobre como é conhecer o primeiro mundo.

Caso tenham perguntas a respeito da viagem, podem fazer que eu responderei com o maior prazer. Agora são 01:09 da manhã, e só estou conseguindo escrever nesse horário, rsrs.

Abraços a todos e GOD BLESS AMERICA!

82 comentários:

  1. Parabéns!
    Os USA são verdadeiramente uma mãe para as pessoas de bem, sejam quem forem.
    Não existe o mínimo comparativo com qualquer país que seja. O ethos americano é imbatível.
    Tenho certeza que um dia você vai imigrar. Quando voltar ao Brasil será acometido com uma espécie de depressão que só vai crescer ao longo dos anos, causada pelo ambiente estranho à sua visão para si mesmo da vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CF,

      Valeu!

      Com certeza, como diz a Ayn Rand, no melhor livro do mundo, mais conhecido como A Revolta de Atlas, os EUA foram os pioneiros em FAZER DINHEIRO do zero!

      E isso mudou toda a história da humanidade! Foi a partir desse momento que nós, hoje, vivemos MUITO melhores que qualquer rei da Idade Média, por exemplo...

      A imigração é o meu objetivo número 1! Resta, agora, definir o país e colocar tudo em prática. Mas essa viagem serviu para reafirmar ainda mais a certeza que a Banânia não é, nunca foi, e nunca será o meu lugar.

      Abraços!

      Excluir
  2. Amigo IL3,
    Parabéns pela experiência em conhecer o primeiro mundo e poder passar sua impressão referente aos EUA.
    Aguardamos mais novidades...

    Sucesso, abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bagual,

      Obrigado!

      Em breve compartilharei as minhas fotos com vocês...

      Mas o pior de tudo, para mim, foi voltar para cá. Dá raiva só de ver de como a Bananalândia é feia, até mesmo da janela do avião.

      A cidade de Guarulhos é horripilante!

      Abraços.

      Excluir
  3. Respostas
    1. Anônimo,

      Com certeza, é uma experiência que todo mundo deve realizar um dia.

      Abraços!

      Excluir
    2. Realmente nas vezes que pousei em GRU achei a cidade mesmo bem feinha. Já São Paulo acho mais legal. Aquele mar de prédios até o horizonte tem um ar mais capitalista. Ao sobrevoar o rio de bosteiro eu sempre tenho a impressão de ver um favelão gigante, tem um ar de chiqueiro comunista mesmo.
      Esse é meu receio de fazer uma viagem internacional. Entrar em depressão ao voltar ao rio de bosteiro.

      Excluir
    3. Anônimo,

      Feinha?

      Você está sendo bonzinho, rs.

      Guarulhos é uma cidade horripilante, como falei no post! Eu reclamo (com razão) de São Paulo, entretanto, parece que encontrei uma cidade pior que a minha.

      E é bem isso, a depressão pós viagem começa quando você entra novamente no espaço aéreo bananeiro...

      Abraços!

      Excluir
  4. Fala Livr3, com certeza sua viagem deve ter sido fantástica. Ainda mais quando retorna a Pindorama e sente o "choque de realidade".

    Como você já explicitou no post: "A imigração não é uma opção, e sim uma DECISÃO".

    Prepare o terreno e venha sem medo de ser feliz.
    Recomendo fortemente os EUA, por estar aqui e viver aqui. Falo por mim e sei que meu caso é bem específico, visto que já vim com toda uma estrutura de suporte(casa para ficar,pessoas,minha agregada,etc).

    Você sabe o caminho (grana, inglês, contatos).

    Minha vinda aos EUA foi definitiva. Em Pindorama(brasil) não deixei nada, exceto minha mãe, minha avô e um CDB 10K vencimento em 2018 kkk, mas foi necessário o desprendimento delas para fazer algo acontecer. Não sei como é sua relação com seus pais/familiares, isso é um ponto crítico.

    Se foi excelente a visita como Turista, imagine morar aqui.

    No mais é isso, não quero ser chato alongando o texto.

    Falow.
    Pardal Investidor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pardal,

      É isso aí, agora é fazer tudo direitinho para um dia poder viver legalmente lá.

      Agradeço por sua mensagem...

      Abraços!

      Excluir
  5. IL3,

    Boa .... se tudo der certo tb me vou .. mas acho que vai demorar um pouco mais rs ..

    Abs,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rodolfo,

      Vá sim, você, a sua esposa, e a sua filha, merecem ter uma vida em um país do primeiro mundo. Fora os EUA, também existem outras nações excelentes!

      Veja o caso do grande VD, por exemplo, que imigrou para a Alemanha com a sua família, e está super feliz!

      Abraços.

      Excluir
  6. Sei exatamente o que você está passando. Fui duas vezes à Disney, no estado mais latino que tem lá, a Flórida, e o choque cultural é grande mesmo assim.

    Quem mal lhe pergunte, qual o tipo de visto que você pretende conseguir? Lógico que eu também pensei em ir morar lá depois que voltei, mas as opções são bem complicadas para os EUA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MIN,

      Pois é, eu li o post sobre a sua viagem, embora não tenha comentado nele, rsrs.

      Então, os vistos são aquelas opções que nós já conhecemos.

      1) Estudo
      2) Trabalho
      3) Investimento
      4) Casamento

      Eu também tenho uma carta na manga, que ainda não posso revelar, porém, já posso adiantar que não tem NADA a ver com imigração ilegal...

      Quem sabe eu não consigo o meu Green Card por meio dela?!

      Abraços!

      Excluir
  7. Tem muitas coias que eu gostaria de saber sobre uma viagem desse tipo.
    Primeiro: É muito caro viajar aos EUA, mesmo ficando em hotéis mais populares e utilizando transporte público?
    Você tem que nível de Inglês? Teve problemas em interagir com a população local?
    Até pouco tempo nunca havia pensado seriamente em conhecer outro país, mas já começo a considerar essa possibilidade.
    Tenho uma certa curiosidade em saber como é o interior dos EUA, locais fora do circuito turístico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,

      Vamos lá!

      1) Não! Lá existem hotéis para todos os bolsos e gostos. Eu, pessoalmente, não tenho saco para ficar em albergue, dividir quarto, banheiro, etc.

      Porém, mesmo ficando em hotéis bons + Airbnb, o nosso custo com hospedagem não foi alto não.

      2) O nosso nível de inglês é básico, contudo, não tivemos NENHUM problema em conversar com os americanos, muito pelo contrário.

      Eles são pessoas extremamente bacanas, e ficam felizes quando você esforça-se para falar a língua deles...

      3) Meu conselho é que você deve conhecer sim, pois é uma experiencia fantástica!

      E eu também tenho muita vontade de fazer uma viagem pelo interiorzão da América. Se não me engano, o Corey já fez algo parecido.

      Abraços!

      Excluir
  8. IL

    EUA é top mesmo. Acho admirável o patriotismo dos americanos. Para todo lado que olhe, encontra a venerada bandeira americana. Ademais, gosto da praticidade com a qual os americanos pautam a vida.

    Interessante mas acho que isso tem a ver com povos não latinos... Alemanha, Inglaterra, países nórdicos me trazem essa impressão também.

    Latinos, como portugueses, espanhóis e italianos, apesar de estarem milênios na nossa frente não possuem essa "pegada". A França apesar de ter língua latina não é um povo tipicamente latino, e por isso mais à frente destes últimos.

    Eslavos tem uma moral apenas ligeiramente melhor que a dos latinos.

    Asiáticos tem uma forma muito correta mas muito rígida, poucos daqui se adaptam.

    Minha ordem preferida seria :
    1) Canadá
    2) Escandinavos
    3) Alemanha
    4) EUA
    5) Inglaterra
    6) França

    Abraços, gostei do tema!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Guardião,

      Pois é, o patriotismo dos americanos é uma coisa impressionante mesmo. Também, não tem como não ser né? A única superpotência da terra...

      Olha, eu sempre achei que essa cultura latina, e principalmente a africana, são simplesmente nojentas! A única cultura que presta para mim é a anglo-saxônica...

      Isso que é engraçado! Mesmo eu não gostando da cultura latina, é fato que países como a Itália, por exemplo, tiveram uma importância ENORME na história da humanidade.

      O problema do Brasil sempre foi, é, e sempre será o brasileiro. Agora o motivo de 99% do nosso povo ser assim é um mistério, até porque eu DUVIDO que os portugueses sejam assim.

      Também gosto da cultura asiática, inclusive o Japão é uma opção de imigração, rs.

      Gostei do seu ranking! Já vi várias pessoas dizendo que o Canadá é um EUA melhorado. Se for, não quero nem imaginar...

      Abraços!

      Excluir
    2. Esse país é fruto (o início dele) foi uma mistura de portugueses corruptos, africanos incultos e índios preguiçosos

      Excluir
    3. Anônimo,

      Portugal não é tão ruim assim, muito pelo contrário. Eles foram os PIONEIROS nas grandes navegações para descobrir o Novo Mundo. Quem é burro faz isso?

      A cultura africana realmente é nojenta, porém, nos EUA também teve essa mistura e deu certo.

      Como pode?

      Abraços!

      Excluir
    4. Português é corrupto. Fato. Pero Vaz de Caminha, famoso por escrever aquela carta contando que aqui tudo que se planta cresce, pede no final da carta emprego para parentada.

      Independencia do Brasil foi na verdade a primeira parte de nossa divida externa, e o pagamento era do Brasil de Dom Pedro I para a côrte portuguesa, de Dom Pedro, que se não se lembram da historia voltou para Portugal depois e assumiu o título de Dom Pedro IV.

      Enfim, Portugal foi um caos para todas as colônias que por ele passaram.

      Africanos eram trazidos na força para serem escravos. Oras, eu me pergunto por que não escravizaram os índios? Porque os índios lutavam contra isso? Se essa é a resposta, por que raios os africanos não lutavam nem contra quem os escravizavam? Quem não luta contra quem o escraviza? Nunca entendi isso.

      Índios : nossos habitantes primitivos, eram coletores, pois a terra era mãe gentil a eles. Não tinham que dar seus pulos, tinham tudo na mão. Eram assistidos de forma generosa pela mãe natureza e nunca tiveram que ter algo que os fizesse crescer.

      Nos EUA o estilo anglo-saxão foi imposto, a despeito de qual imigrante outro existisse por lá. Por isso deu certo.

      Excluir
    5. Anônimo,

      Eu ainda continuo discordando de você...

      Chega dessa ladainha de colocar a culpa dos nossos problemas em Portugal!

      Ruim com com os portugueses, pior sem eles. Portugal criou o Banco do Brasil, a Caixa, a Casa da Moeda, os Correios, toda a infraestrutura inicial do país, mas isso você esquece, certo?

      Nós somos independentes há quase 200 anos, e se o Bananil é uma coisa escrota, a culpa é exclusivamente do nosso povo e ponto final.

      Abraços!

      Excluir
    6. INv livre

      O brasileiro não é autóctone , então pense um pouco antes de falar bobagem. Estou excluindo os poucos índios , estes sim autóctones

      Excluir
    7. Como que vc coloca a França, um país socialista e ainda rumo à islamização completa nos próximos 30-40 anos?

      A França será o primeiro país europeu a viver com a Sharia como sendo sua lei marcial. Isso é uma questão simples de matemática e demografia. Fora isso o socialismo já terá destruído o que resta de criação de riqueza. RIP France

      Excluir
    8. Anônimo,

      Ok, mas Brasil e EUA tiveram passados parecidos, e futuros totalmente diferentes.

      Isso é um fato!

      Abraços.

      Excluir
    9. Frugal,

      Concordo 100% com você.

      Nunca gostei da França, é um país que não vou nem de graça!

      Abraços.

      Excluir
    10. Bom dia pessoal

      Frugal, não é à toa que coloquei a França em sexto, que na verdade se desmembrar meu item "escandinavos" ela cairia para décimo (estou incluindo aqui Dinamarca e Islândia além dos três realmente escandinavos).

      Quanto à islamização vejo como risco para toda Europa em 50 anos, e o primeiro país não será a França e sim a Bélgica.

      Há no entanto uma grande diferença : franceses não aceitarão de forma passiva isso, como os belgas o fizeram.

      Ainda que dentro desta confusão destaco que a França Ainda é um país muito bom pra se viver.

      IL : não se prenda a preconceitos... a França é linda e cheio de história. Não querer ir no país que é um dos três mais visitados no mundo por turistas? Ou todos estão errados ou você está equivocado.

      Por fim, gostaria de uma ordem de vocês dos dez países que gostariam de viver, já que minha lista teve essa grave falha da França

      Ah, interessante que se eu fizesse uma lista de 20 países creio que o Chile entraria aí pelo décimo oitavo país e acho que seria mais criticado.... mas é um país muito legal, aqui pertinho.
      Aconselho conhecerem

      Excluir
    11. Guardião,

      Isso é uma questão de gosto. O melhor país do mundo para mim são os EUA, e mesmo a França sendo um país desenvolvido, eu não pisaria lá nem de graça!

      Uma vez vi uns locais de lá que deram medo. Fizeram as periferias aqui de São Paulo parecerem mais seguras... Quase todo mundo visita a França por modismo, e você sabe muito bem disso!

      A minha lista atual é a seguinte.

      1) Estados Unidos
      2) Canadá
      3) Portugal
      4) Reino Unido
      5) Japão
      6) Austrália

      O Chile é legal sim, mas continua sendo terceiro mundo. Já que a decisão é imigrar, vamos escolher logo um país do hemisfério norte.

      Abraços!

      Excluir
    12. É engraçado que França e Reino Unido, as primeiras potências ocidentais do mundo contemporâneos serão os primeiros paìses islamizados da Europa, se continuarem nesse ritmo de coitadismo.
      Basta ver o prefeito de Londres.

      A França é um caso a parte. O país é bonito e diverso,quase um EUA na Europa. O povo de lá, se considera só francês e não latino. Ainda têm muitos franceses que não aceitam as libertinagens, basta ver os numerosos eleitores da Le Pen. Geralmente todo mundo só olha para Paris. Eu não acho Paris legal (prefiro NY), o interior do país é que é encantador. Estrasburgo e Le Havre são as cidades mais bonitas para mim.

      Excluir
    13. Os alemães estão retomando o patriotismo aos poucos, porquê eles tem isso desde o fim do Regime Nazista. Um alemão que fala que têm orgulho da alemanha pode até ser malvisto pelos outros. É como no Brasil, em eventos esportivos eles podem se pintar, beijar a bandeira, mas no dia a dia igual aos americanos fazem é muito arriscado
      Todo alemão têm um vergonha do passado, já que seus avós provavelmente concordavam coom o regime.

      Excluir
    14. Anônimo,

      França sim, Reino Unido não!

      Os britânicos, velhos de guerra como são, sentiram o cheiro de carne queimada, e pularam fora dessa barca furada conhecida como União Europeia...

      É claro que existem belezas na França, porém, é uma questão de gosto, como falei acima. Eu, Investidor Livr3, jamais visitarei a França, e ponto final.

      Abraços!

      Excluir
    15. Anônimo,

      Não acho justo que a geração atual da Alemanha leve essa "culpa" com eles.

      É igual quem fica reclamando dos negros que foram escravizados há 500 anos atrás. Que culpa nós temos disso? Nenhuma!

      Abraços.

      Excluir
    16. Eu tenho um amigo alemão, e ele me disse que essa "vergonha" já está enraizada entre os alemães. É claro que os alemães de 15-30 anos estão UM POUCO mais livres dessa culpa, mas mesmo assim, patriotismo na Alemanha é, será por um bom longo tempo, um tabu. Eu acho injusto os alemães de agora carregarem uma culpa de algo que seus antepassados simpatizavam, e citei o caso da escravidão no Brasil para ele. Ele me disse que o nazismo era apoiado por esmagadora maioria da população, e não só pelas elites, como na escravatura. Ele me disse ainda que os alemães só costumam se aprofundar no estudo do período da Alemanha Nazista no final do equivalente ao nosso Ensino Fundamental. Depois ou antes disso, a Alemanha pré e durante a segunda guerra quase nunca é citada por ninguém. Eu também acho injusto essa culpa, até porquê um neto não tem culpa de seu avô ter apoiado algo tão cruel como o Nazismo. Mas essa é uma questão extremamente complexa da sociedade alemã. Tanto que são poucos os alemães que conseguem conversar sobre esse tema, como esse amigo. Ele tinha um bisavô que era do exército alemão na década de 30, e a família dele, de liberais, não gosta muito de falar sobre isso. Até ele fica meio triste. Enfim, é um assunto díficil para qualquer alemão.

      Excluir
    17. Anônimo,

      É complicado mesmo, porém, o que já foi já foi.

      Agora é usar o passado como exemplo, e jamais repetir as barbaridades que foram cometidas por Hitler e seus comparsas.

      Abraços!

      Excluir
  9. IL,

    Muito bom o post. Eu ainda pretendo visitar os EUA, porém emigrar está fora de cogitação tão cedo. Quem sabe meus descendentes...

    Enquanto não viajo pra lá, fico curtindo estes videos do Youtube, em que o cara dirige pelas ruas captando a vibe dos lugares: https://www.youtube.com/channel/UCBcVQr-07MH-p9e2kRTdB3A

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Magrão,

      Obrigado!

      Visite sim, vale muito a pena, os EUA são enormes, você tem noção que são 51 estados? Eu viajei pela costa leste, mas tem vários locais bacanas para conhecer.

      Show de bola o vídeo, em?

      Abraços!

      Excluir
    2. Os EUA são um país enorme!

      Quanto ao vídeo, ultimanente um dos meus momentos de relaxamento é assistir uns videos assim enquanto bebo uma boa cerveja.

      Abraço!

      Excluir
    3. Magrão,

      Com certeza!

      Bela opção de relaxamento, melhor do que perder tempo assistindo televisão aberta, por exemplo.

      Abraços!

      Excluir
  10. Fala, IL3! Bem legal o seu relato. Uma viagem dessas só aumenta a percepção de que vivemos numa latrina que chamam de país.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Madruga,

      Valeu!

      Apenas corrigindo você, nós (sobre)vivemos nesse esgoto, rsrs.

      Abraços!

      Excluir
  11. De fato, o que nos resta é buscar a independência financeira e cair fora do Brasil. Parabéns pela viagem. www.finansferas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. FB,

      Exatamente!

      Agradeço por seu comentário.

      Abraços.

      Excluir
  12. Fala IL,

    Muito feliz com a realização do seu sonho. States é foda mesmo, é outro nivel, sem comparação.

    Abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande VC,

      Claro, tenho certeza que você está muito feliz por mim.

      E sim, eles são os melhores, como eu falei no post, e acabou! Quem fala mal dos EUA tem inveja deles. Simples assim...

      Abraços!

      Excluir
  13. Legal seu depoimento. Não precisa nem ir. Basta ter curiosidade em ver alguns vídeos do Youtube para ver a diferença entre o Brasil e os EUA. Aqui brincamos de democracia e capitalismo.
    Abraços e sucesso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ADP,

      Obrigado!

      Exatamente, o nosso "capitalismo" é uma piada de mau gosto. A "democracia", então, rs...

      Sucesso para você também my friend!

      Abraços!

      Excluir
  14. Grande IL

    O começo do seu post parecia uma introdução do starwars kkkk

    Estou retomando pra UÉ esse final de mês, vou tentar fazer um vídeo de tudo que rolou nesses meses sobre imigração comigo. Aliás tenho um vídeo gravado de quando sai da Alemanha mas acabou que não publiquei aí ficou velho.

    Concordo contigo que temos que buscar outras opções mesmo porque a coisa está ficando difícil aqui

    Só não vá me ficar ilegal nos usa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande VD,

      Star Wars é boa, hahahaha.

      Bacana, faça o vídeo sim, até porque eu não descartei a Europa das minhas opções, afinal, todos nós sabemos como é complicado imigrar legalmente para os EUA...

      E tem que ser difícil mesmo, senão vira um Bostil 2.0!

      Fique tranquilo, não existe a MENOR possibilidade disso acontecer. Um dos motivos de eu odiar a Banânia é justamente esse maldito jeitinho...

      Inclusive, quando eu estava lá, fazia questão de manter DISTÂNCIA de bananeiros. Na questão da imigração, é legal ou legal. Não existe outra alternativa!

      Abraços.

      Excluir
  15. Eu fico aqui imaginando a maravilha que foi sua cidade e o desespero que foi voltar ao Brasil.

    Eu tenho medo de imigrar para um país e este vir ruir com a qualidade de vida em 20, 30 anos.Sei que nenhum país vai ficar tão ruim quanto o Brasil é. Mas eu tenho que ser realista. Noruega tá frita se o petróleo acabar. A Europa tá se destruindo com o socialismo. Os EUA, eu me mudaria só para os estados da Nova Inglaterra e os países da Europa, Suiça e Liechtenstein são meus favoritos. Canadá e Austrália tão muito na moda e daqui uns anos irão decair muito. Para sair do Brasil não é fácil amigo. Eu com esta cara de refugiado e pais doentes para ajudar me prendem na "Cidade Maravilhosa" .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,

      Realmente, o desespero começa já da janela do avião, o Bananil é escroto até mesmo a 10 mil metros de atitude...

      Olha, como eu falei no post, não existe nenhum país perfeito, contudo, existem VÁRIOS que são muito, mas MUITO melhores que esse esgoto que nós infelizmente nascemos.

      Quando pensamos em imigrar sempre vem os EUA na cabeça, porém, existem pelo menos 10 países que podem ser escolhidos por nós!

      Sim, eu sei que não é fácil, porém, a vida não é fácil para ninguém. O jeito é trabalhar, juntar dinheiro, estudar inglês, e ir preparando o plano de fuga, igual o Mr. Rover fez.

      Abraços!

      Excluir
    2. Pelo menos 90% da África subsaariana é pior que o Brasil.

      Excluir
    3. Guardião,

      Não acho.

      A propósito, já que você citou a África, eu DUVIDO que exista algum país lá com os níveis de burrice, corrupção e violência que há aqui.

      Abraços!

      Excluir
    4. A África já são outros 500. Ao contrario do Brasil, que tirava sarro de todas as oportunidades de crescimento, a África sempre foi explorada e deixada por último. Tanto que se não tivesse tido as guerras a África seria um continente de colônias. Então o Brasil que (no passado) tinha todas as oportunidades de crescimento, desandou.

      Excluir
    5. Anônimo,

      Mesmo assim, o atraso que existe na África não é normal. Se você for lá hoje, por exemplo, ainda vão existir pessoas "morando" em ocas no meio do mato.

      Enquanto isso, na Europa, há 2.000 anos atrás, já haviam cidades, discussões, filosofia, evolução, etc.

      Como explicar isso?

      Abraços!

      Excluir
  16. Parabéns IL3!
    Interessante que você já tem um objetivo e parece bem focado nele!

    Fiquei bastante entusiasmado com os últimos países que visitei (Japão, Korea, Suíça, EUA E até Thailandia hehe). Tudo parece funcionar melhor longe daqui. Mas talvez tenha uma visão enviesada de turista...

    Infelizmente,para a minha profissão, fica bastante difícil fazer a migração. Não conseguiria trabalhar na minha área tão fácil...

    Só uma curiosidade (não sei se você já escreveu no seu blog sobre isso), mas qual seria sua idade, profissão, família...
    Porque uma outra questão que sempre me fez criar raizes aqui, sério a questão familiar.

    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,

      Valeu!

      Sim, esse é o meu objetivo número 1 no momento. O segundo é poder levar os meus pais comigo...

      A cultura asiática é fantástica, e Suíça e EUA dispensam comentários, rsrs. Não é impressão, a terra das bananas é uma coisa bizarra, sério, não existe país pior do que esse para mim.

      A respeito da profissão, é difícil trabalhar em outro país na mesma área que a nossa, contudo, o importante é estar vivendo em uma nação de primeiro mundo!

      Eu estou na casa dos 2x anos, trabalho com Contabilidade, e sou solteiro. Respondido? ;)

      Abraços!

      Excluir
  17. Livre, olha no youtube um seriado do History Channel chamado "The man who build america". Só só 4 episódios de pouco mais de 1h cada. Tenho certeza que vc vai gostar.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. FS,

      Obrigado pela sugestão!

      Já tinha ouvido falar, depois vou procurar no Youtube.

      Abraços!

      Excluir
  18. Gostei dessa discrição da America e do Brasil, da America eu não conheço in loco, mas do Brasil a gente conhece e é isso mesmo, de dar dó e é para chorar.
    Estamos cada vez mais atolando em um lamaçal do qual dificilmente sairemos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,

      Que bom que você gostou, mas isso é simplesmente a realidade, rsrs.

      Sem dúvidas, a única solução é a imigração, isso aqui está cada dia pior e JAMAIS vai melhorar...

      Abraços!

      Excluir
  19. IL, que bom que gostou. Realmente os EUA são quase tudo isso que você disse, só não tenho mais este deslumbramento sobre a vida lá, sobretudo para os imigrantes.

    Eu sempre fui muito bem tratado lá, em mais de 30 viagens que fiz, mas só quem mora lá sabe o verdadeiro significado do preconceito.
    Viver lá como imigrante, mesmo legal e sendo uma pessoa trabalhadora, pode ser muito bom e muito melhor que aqui, mas não se engane que é a melhor coisa do mundo. Na Europa, acontece o mesmo e é muito difícil entrar verdadeiramente na sociedade do pais desenvolvido, principalmente se você vem de um subdesenvolvido.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande EI,

      Estava sentindo falta do seu comentário, rsrs.

      Não acho que é deslumbramento, e sim querer ter uma vida melhor. Pode ser impressão minha, mas parece que você tem algum "trauma" de lá a respeito disso...

      Os EUA são o país que mais recebeu imigrantes na história da humanidade! Você tem noção do que significa isso? Novamente, eu preciso ver para crer, porém, na MINHA opinião, uma pessoa honesta e trabalhadora consegue integrar-se lá de boa.

      Eu, particularmente, mesmo falando um inglês básico, conversei com MUITOS americanos (comuns), e tirei até mesmo FOTOS com alguns deles.

      Uma moça até convidou-me para visitar a Carolina do Sul, rs. Está certo que eu, modéstia a parte, sou uma simpatia de pessoa, mas no meu caso, eu fui MUITO BEM TRATADO, mesmo não dando pinta de turista.

      Abraços!

      Excluir
    2. IL,
      Não há trauma algum. Na primeira vez que fui para os EUA (e já se vão mais de 10 anos), também fiquei deslumbrado. Isso se manteve por um bom tempo. Veja, eu disse que os EUA são quase tudo isso que você descreve, eu continuo achando isso, mas com o passar dos anos, umas 30 viagens para lá (férias e a trabalho) e conhecimento de muitas pessoas que lá vivem (legais e ilegais), passei a ver os EUA e até mesmo a Europa, de forma diferente. Certamente a vida lá é melhor que aqui, mas não significa que é a melhor coisa do mundo, justamente pelas dificuldades em se integrar verdadeiramente na sociedade, como descrevi na mensagem anterior.
      Uma coisa é as pessoas te tatarem bem como turista, outra bem diferente é aceitarem que você seja integrado à sociedade (uma opção é viver nas comunidades de estrangeiros, mas tem que entender o que isso significa).
      Abraços

      Excluir
    3. EI,

      Embora respeite a sua opinião, continuo discordando dela.

      De toda forma, obrigado por seu comentário.

      Abraços!

      Excluir
    4. IL, eu também respeito a sua opinião. Faço meus comentários aqui apenas para que as pessoas possam ver o outro lado da moeda, pois uma pessoa que foi apenas uma vez para os EUA por alguns dias, penso que não consiga ter uma avaliação adequada/amadurecida.

      Além destes dias que passou por lá e conhecimento por TV, noticiário, blogs ou youtube, qual sua relação com os EUA? Já trabalhou para americanos ou empresas americanas? Conhece americanos? conhece brasileiros que vivem lá, legal ou ilegalmente?
      Abraços

      Excluir
    5. EI,

      Tudo bem, mas o problema é que você insiste em dizer que é impossível integrar-se em outro país, enquanto os fatos já desmentiram isso há MUITO tempo.

      Se eu quero distância de brasileiro aqui na Banânia, imagina nos EUA, rs. Tive contato apenas com os americanos e, como já disse anteriormente, fui tratado de forma extraordinária por eles!

      Abraços.

      Excluir
    6. IL, impossível é uma palavra muito forte. repare que tomei cuidade para escrever "muito difícil". Com relação a isso acredito que os fatos estão à favor do que eu disse.

      Veja que fiz uma série de perguntas sobre sua relação com os EUA. Dependendo das respostas, eu posso ficar mais convencido sobre a sua falta de conhecimento concreta sobre a realidade dos fatos.

      Caso a sua relação com os EUA seja relativamente pequena, o que suspeito, penso que voc~e continuará com a visão distorcida até que tenha um nível de relação mais aprofundado.

      Abraços

      Excluir
    7. EI,

      A nossa discussão é inútil, afinal, os dois pontos de vista já estão cristalizados.

      Você, mesmo já indo para os EUA mais de 30x, insiste que é "impossível" integrar-se no país que mais recebeu imigrantes na história da humanidade.

      Eu, que fui apenas 1x, já acho que isso não só é possível como é tranquilo de ser feito! Não é uma questão de experiência, e sim de perspectiva.

      A sua é negativa, enquanto a minha é positiva.

      Abraços!

      Excluir
  20. IL,
    Há sempre um aspecto que você ignora ao falar que os 'Estados Unidos são os melhores em tudo': A Educação. Eles não têm a melhor educação do mundo, de longe. Ao meu ver, é um fator importante que não pode ser esquecido. Obs.: Não sou extremista. Adorei o tempo que passei por lá de férias. É claro que há outros aspectos que não há discussão que são os melhores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,

      Realmente, a educação pode não ser a MELHOR, a número 1, porém, com certeza está entre as MELHORES, certo?

      Abraços!

      Excluir
    2. Não está no top 5, mas está entre as 10 sim. Apenas sinalizei que muitas vezes há um tom implícito em seus textos de que são melhores em tudo. E se não me engano, você escreveu com essas palavras em um comentário em algum outro blog.

      Outro item importante a se levar em conta: Segurança. Nesse quesito estão muito mais longe ainda do topo

      Excluir
    3. Anônimo,

      Esses rankings mudam constantemente, porém, é fato que a educação americana é uma das melhores do mundo sim!

      A respeito da segurança, você está brincando, né? Fiquei 21 dias lá e não tive NENHUM problema a respeito.

      Abraços!

      Excluir
  21. Nenhum país está livre de nada. Nós não estamos livres de nada. Igual aquele jovem cuja família imigrou para os EUA atrás de qualidade de vida, foi brutalmente espancado até a morte por locais. Ou da brasileira que foi atropelada pelo trem em New Jersey.
    Podem ser casos isolados, mas quem garante que não podem acontecer com a gente? A gente pode morrer de bala perdida no Brasil, mas também pode morrer da mesma forma nos EUA, mesmo que seja um país mais seguro.
    Não existe país perfeito, cidade perfeita, nada. Claro que há alguns locais melhores que outros, mas fatalidades ocorrem e não estamos livros.
    Não é pessimismo, ou religião, mas quando a gente se cura de uma depressão, passa se preocupar com si mesmo, com quem nós amamos, e menos com os detalhes. Tudo bem, que um filho de um sueco frequenta escolas melhores que a dos meus filhos, mas e daí, não vou morrer por causa disso. Eu não amo o Brasil, não tenho orgulho de ser brasileiro, mas o que eu posso fazer? Idolatrar outro lugar sabendo que nem todo mundo de lá gostaria de me vee vivendo lá, mesmo que eu contribuísse? Eu estou perto dos meus filhos, se a escola não ensina direito é dever meu ensiná-los a aprender além dos livros didáticos e irem atrás do conhecimento por conta própria.
    Sempre, quem quer e merece morar num lugar melhor não consegue. Começa aí.
    Uma força maior ou só o destino ou só a posição geográfica dos meus pais determinaram onde eu ia nascer.
    Se desse para escolher onde teria nascido, claro que o Brasil seria a última daa minhas opções. Só estou expondo meu ponto de vista, mas respeito o seu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,

      Claro, essa é a sua opinião, porém, é fato que no Bananil você não vive, e sim sobrevive.

      Eu não preciso citar novamente os números de homicídios, corrupção, etc. Qualquer pessoa com bom senso sabe disso. Logo, penso que imigrar daqui é o melhor a fazer!

      Abraços.

      Excluir
  22. Uma pessoa que exalta os EUA - ícone máximo da liberdade expressão - fica censurando comentários contrários ao dela.
    Que triste.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,

      Não meu querido, não tem censura nenhuma.

      Não vamos confundir LIBERDADE com LIBERTINAGEM. Eu sei que aqui na Banânia as pessoas não sabem a diferença, porém, no meu blog eu sei, ok?

      Comentários que eu julgue inúteis não serão aprovados e ponto final!

      Abraços.

      Excluir
  23. First of all, God bless America!

    Sim, sonhos existem para serem realizados.

    Muito legal o seu relato, os E.U.A são admirados por qualquer pessoa honesta e trabalhadora.

    Eles serão uma grande nação enquanto a segunda emenda da constituição (posse de armas) for respeitada.

    Como você mesmo disse, aqui no Brasil a gente sobrevive, além disso pagamos impostos extorsivos e não temos nem ao menos uma segurança descente.

    Acho que vou para os E.U.A e instalarei o Tinder, quem sabe eu não dou sorte.

    Falando em imigração, vai ter uma palestra sobre imigração para o Canadá dia 16/05 em S.P e estarei na plateia.

    Na minha humilde opinião, quem tem a possibilidade de cair fora do Brasil, deverá fazê-lo sem pensar duas vezes.

    O perigo vermelho ainda nos ronda e não quero correr o risco de passar pelas mesmas dificuldades do povo venezuelano, além de ter o patrimônio destruído via inflação ou até mesmo confiscado.

    Forte abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. George,

      Sim, God bless America forever!

      Obrigado, eu sei que tem MUITA coisa ainda para contar, porém, vou colocar as fotos no próximo post, ai ficará mais bacana para vocês verem.

      Pois é, lá você realmente é um cidadão LIVRE, com todos os deveres e direitos que isso significa.

      Enquanto isso, na Bananâlandia, o seu único "direito" é pagar impostos, impostos e mais impostos. Até mesmo depois da sua morte!

      Eu também acho, como falei no post, a imigração é uma DECISÃO, e não uma opção. Tenho uma lista de países na minha cabeça, e se não for os EUA, certamente será um deles.

      Com certeza, o Luladrão não vai ganhar em 2018, porém, as chances de um Ciro Gomes ou uma Marina Silva da visa são enormes! O povo bananeiro adora votar na esquerda...

      Abraços!

      Excluir
  24. Eu também vou deixar o Brasil nos próximos 4 anos. Queria partir rápido, mas ainda têm a história de aprender o idioma, visto, empresa e a família.
    Eu considero muito os estados no Nordeste e Meio-Oeste Americano, os melhores do país da minha opinião, como eu não tenho essa frescura toda para o frio, eu passaria longe da Flórida (os índices de violência aumentam absurdamente todo ano).
    Na Europa as opções cada vez mais escassas. Penso em Mônaco, Luxemburgo, Lietchtenstein, San Marino, países pequenos, que raramente se perderão, a tradicional Suiça, talvez a Áustria, um país um tanto conservador na ilha de libertinagem que é a Europa.
    Na Ásia eu tenho grande apreço pela Coréia do Sul e o Japão, a Europa se gaba de misturar passado e presente, mas não faz isso de modo tão profundo como o Japão.
    Tem cidades "lindas" da Europa que eu não vejo graça nenhuma.
    Eu tenho medo em relação a Canadá, Austrália e Nova Zelândia. Países ou lugares que estão na moda para imigrar sempre acabam deteriorando sua qualidade de vida.
    A Flórida foi dos anos 70 até um início da década de 90, um paraíso tropical. Hoje o estado tem um dos piores índices educacionais do país, não tem universidades importantes, violência e processo de latinização intenso. Se tem estado melhor para ir morar, porquê eu ficaria na Flórida.
    Pois é, estou muito indeciso ainda, nada tão decidido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,

      Exatamente, tem que pensar com calma para poder escolher a melhor opção.

      O que definitivamente não dá é para ficar parado aqui no Bananão!

      Abraços.

      Excluir