domingo, 26 de fevereiro de 2017

Fechamento fevereiro de 2017

Olá investidores,

Fevereiro chega ao fim, mais cedo do que os outros meses, é verdade, por causa da imbecilidade chamada Carnaval. Enquanto os otários "aproveitam" a vida, os políticos estão roubando e rindo da cara de todos nós...

Voltando para o campo dos investimentos, com a minha estreia na NYSE e a compra das ações da AT&T, vamos para as rentabilidades do mês:

Mensal: 0,25%

Anual: 2,79%

Histórica: 2,79%

Para falar a verdade a vocês, estou cada dia mais despreocupado com rentabilidade. Inclusive, estou pensando em BANIR ela do acompanhamento dos meus investimentos. Mas isso é assunto para um post futuro que pretendo fazer em breve...

Recomendo a leitura DESSE artigo do grande VD para entender melhor o meu pensamento.

A situação atual da minha carteira de ações é a seguinte:


Como vocês já devem ter percebido, eu tive que converter os valores em dólares da AT&T para reais, antes de lançar os mesmos na planilha...

E o peso de cada uma das empresas é esse:


Abraços a todos!

34 comentários:

  1. Olá IL,
    Singela rentabilidade, mas positiva.
    Sobre o cálculo de rentabildade, já está mais do que demonstrado, por vários blogueiros, que o começo da carteira o que mais afeta é o aporte, enquanto que em carteiras grandes a rentabilidade é o que importa.
    Dizer que rentabilidade altera o comportamento do investidor é besteira, pois mesmo que este não calcule, incoscientemente ele sabe se sua carteira está rendendo ou não.
    O investidor tem que se preocupar com ambas as questões.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ADP,

      Verdade...

      Mas que rentabilidade é uma inutilidade, isso é!

      Abraços.

      Excluir
    2. Não faz sentido alguém dizer que rentabilidade não faz sentido e ao mesmo tempo investir em ações. Investe em ações por qual motivo, então, se o que importa é aporte?

      Excluir
    3. Uma vez estipulada a TSR, geralmente 4%, e estipulado o montante necessário para cobrir seus gastos com essa TSR, não é muito importante ficar aferindo a rentabilidade milimetricamente.

      Excluir
    4. ADP,

      Eu tenho ações porque elas são o melhor investimento do mundo. Rentabilidade não tem nada a ver com isso, muito pelo contrário.

      Abraços!

      Excluir
    5. Anônimo,

      Ainda preciso estudar isso com calma, porém, a ideia é retirar o que ficar acima da reposição da inflação.

      Abraços!

      Excluir
    6. Ok, IL. Uma pena que você não queira mais divulgar sua rentabilidade. Já não divulga os valores da carteira. Não vai divulgar a rentabilidade. Pretende divulgar o que, pelo menos as compras e em quais empresas você está posicionado? Acho que seria de grande valia para o pessoal que está curioso com a rentabilidade das poderosas empresas americanas. Mas você é o dono de seu blog e sabe o que fazer por aqui.
      Abraços e sucesso

      Excluir
    7. ADP,

      Vou tentar ser mais claro:

      Eu não preciso usar a sua planilha de rentabilidade, por exemplo, utilizando a de registro...

      Se eu quiser saber a rentabilidade de um determinado ativo, basta olhar o valor dele antes e depois, e dividir pelo número de meses que estou com ele.

      Menos é mais! Essa é a minha ideia.

      Abraços!

      Excluir
  2. Fala IL,

    Rentabilidade = Forma de nos fazer pensar em girar o patrimônio.

    Rentabilidade no início do acúmulo não serve para nada, você deve preocupar com rentabilidade quando atingir a IF mesmo, concordo contigo.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VC,

      Penso que nem nesse cenário mais avançado deveria existir essa preocupação. Vou expor a minha visão a respeito em breve. Mas já posso adiantar que o que importa é o lucro!

      Abraços.

      Excluir
    2. Isso aí VDC

      Rentabilidade leva ao giro de patrimônio, esse é o maior problema, porque depois o investidor começa a operar olhando para ela, quer queira ou não ficar acompanhando isso todo mês acaba influenciando. Aí o cara esquece o principal que é focar no case de negócio da empresa.

      Excluir
    3. VD,

      Fora isso, como você brilhantemente pontuou uma vez, nós não somos fundos de investimentos para prestarmos contas aos cotistas todo mês, rsrs.

      Abraços!

      Excluir
  3. Invisto desde 2007 e não tenho a menor preocupação com rentabilidade ou crescimento patrimonial, compro ações e fiis para me beneficiar da renda e dividendos, o resto é consequência, acaba acontecendo naturalmente.

    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Markus,

      Acabei não vendo o seu comentário na data certa, peço desculpas pelo erro.

      Você está absolutamente correto! Tem que focar no processo, como diz o mestre Bastter. Parabéns e continue assim!

      Abraços.

      Excluir
  4. Grande IL! Acho tb que o mais importante no inicio é o acumulo de patrimônio, mas se vc tem feito um bom trabalho em sua carteira, e ela vem com uma rentabilidade mensal, mesmo que pequena, acho que esta no caminho certo!

    Forte abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Marujo,

      Pois é meu amigo, mas a grande questão é que não estou mais vendo sentido em calcular rentabilidade.

      Nos próximos dias devo tomar uma decisão...

      Obrigado por seu comentário!

      Abraços.

      Excluir
  5. IL,

    Bacana hein começou os investimentos fora ... começou por uma empresa com histórico de muitos dividendos

    Abs,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rodolfo,

      É isso aí, rsrs.

      Sério?

      Nem sabia que a AT&T era boa pagadora de dividendos. De toda forma, tudo que cair vai ser prontamente reinvestido!

      Abraços.

      Excluir
  6. IL,

    Vamos separar as coisas. A rentabilidade em si, independente se ela foi aferida ou não, é importante, pois é ela que vai determinar o retorno de um determinado investimento. Aferir a rentabilidade periodicamente ou em qualquer situação pode não ser tão relevante do ponto de vista de acumulação de patrimônio, mas ele estará lá, mesmo que desconhecida.

    Usar a rentabilidade aferida (passada) para tomar qualquer decisão é sim inútil, ou ainda, pode ser prejudicial.

    Eu particularmente gosto de aferir a rentabilidade mensalmente, por uma questão de aprendizado e acompanhamento, mas me esforço para evitar que esta influencie minhas decisões, pois tendemos a tomar decisões erradas ao considerá-la.

    Acho que seria interessante ter algum acompanhamento, por parte dos leitores, para entender o comportamento de uma carteira com ativos diversos em moedas diferentes, sobretudo no longo prazo.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EI,

      Sim, eu sei disso, porém o meu ponto é o seguinte:

      Ao invés de ter uma planilha só de rentabilidade, a minha ideia é deixar tudo na de registro.

      Caso eu tenha curiosidade de saber qual é a minha rentabilidade de algum investimento, basta olhar a diferença entre o preço de compra e venda, e dividir pelo número de meses que estou com o ativo.

      Estou querendo simplificar a minha vida. Menos é mais, sacou?

      Abraços!

      Excluir
    2. Sei lá, eu já acho mais fácil ter uma planilha que vai calculando automaticamente. Se eu tiver que buscar preço histórico, desdobramentos e proventos para chegar na rentabilidade de um papel específico eu desisto de calcular.

      Mas e aí IL, já se arrependeu de desfazer a posição em ações quando a bolsa estava em uns 60.000 pontos? perdeu uns 10% de rentabilidade só nesta brincadeira, fora o imposto e taxas ...

      Abraços

      Excluir
    3. EI,

      Então, mas não precisa fazer tudo isso. Basta lançar as informações na planilha de registro que ela calcula tudo para você!

      Olha EI, sendo bem honesto contigo, não. Você sabe muito bem que a nossa situação é gravíssima e estamos longe, mas MUITO longe de sair do fundo do poço.

      Porém, contudo, todavia, como o mercado é irracional, ele está projetando um futuro excepcional lá na frente! Se eu acredito nisso? Definitivamente não...

      E eu não perdi nada, simplesmente deixei de ganhar, rs.

      Abraços!

      Excluir
  7. IL3 se tivesse comprado ITSA essa carteira estaria maior kkkkk

    Eu calculo a rentabilidade da carteira como um todo incluindo os aportes. Não preciso ficar milimetricamente calculando quanto rendeu, calculo no geral, incluindo os aportes, quanto minha carteira aumentou naquele mês. O lucros são importantes mas a rentabilidade é apenas mais uma estatística. Não divulgo valores mas divulgo rentabildiades.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. BPM,

      Agora só BBDC3, rsrs.

      Entendi...

      Abraços!

      Excluir
  8. Calcular rentabilidade é 100% inútil especialmente em RV.

    Se ela estiver alta por causa de uma euforia do mercado vai fazer o que? Vender tudo? E vai fazer o que com a grana? Colocar na renda fixa que historicamente SEMPRE rendeu muito menos do que boas empresas? Pensem no cara que vendeu ITUB3, WEGE3 ou até mesmo RADL3. Ele pode ter perdido milhões.

    Por outro lado se houver pânico no mercado e a rentabilidade estiver péssima vai fazer o que? Vender tb? Pura loucura. Imagine quem vendeu as ações acima na crise de 2008.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,

      Exatamente!

      O que guia um holder são os lucros, e não rentabilidades. Portanto, não estou mais enxergando lógica para perder tempo com isso.

      Parabéns por seu comentário!

      Abraços.

      Excluir
    2. Nisso concordo. Rentabilidade pra mim não é guia para decisões, é apenas estatísticas.

      Excluir
  9. Tenho minha carteira de ações e nunca parei meio segundo pra calcular rentabilidade. Só de pensar em descontar dividendos, bonificações etc em cima de cada nota de compra, ver preço médio e comparar com a cotação atual... não vejo sentido nenhum nisso. Só sei que estou satisfeito com o desempenho das empresas e que meu patrimônio cresce todo mês, até torço para as quedas e "perdas" de rentabilidade para aumentar mais rápido a quantidade de ações (tenho me policiado pra parar de pensar assim rs). Sucesso aí nos investimentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,

      É isso aí, o seu comportamento está quase perfeito!

      Falta apenas ignorar totalmente as cotações para levar um 10, rsrs.

      Agradeço por seu comentário e desejo o mesmo para você!

      Abraços.

      Excluir
  10. Rentabilidade com boas empresas acho perda de tempo para quem pensa investir no longo prazo (acima de 10 anos), o importante é escolher boas empresas e marcas consolidadas no Brasil e no Mundo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fábio,

      Com certeza, até porque os fatos provam que, no longo prazo, não existe NENHUM investimento melhor do que as ações.

      Sigamos em nossa jornada!

      Abraços.

      Excluir
  11. Olá IL

    O importante pra mim não é o preço da ação hoje, mas sim se os dividendos dela estão seguros ou seja se ela continua apresentando bons resultados e perspectivas de crescimento.

    Quando vc se preocupa com a rentabilidade mesmo que por estatística isso no fundo vai lhe influenciar na suas decisões ou no mínimo vai lhe tomar seu tempo se vc acha que não vai influenciar.

    Quando vc foca no resultado da empresa o retorno vem automático, só olho a minha rentabilidade total uma vez ao ano, resultado disso? Esse ano coloquei lá no post de virada do ano as primeiras ações e fii que me retornaram mais de 100% ou seja em menos de 4 anos já ganhei mais do que o valor que investi. Isso só foi possivel porque o foco estava nos resultados não no preço do ativo.

    Outro ponto a observar se olhar meu patrimônio ele caiu comparado ao ano passado, mas não foi o preço das ações que caiu foi o dinheiro investido mesmo, retirei da bolsa toda a minha carteira de ações brasileira, liquidei e transferi a grana pra Europa por conta do visto. Resultado ?

    Mesmo com isso meus dividendos foram superiores ao ano anterior, é isso que eu quero acompanhar o quanto estou retornando com meus ativos e que eles cresçam independente do momento econômico, independente de estar colocando novo aporte ou retirando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VD,

      O seu acompanhamento está perfeito!

      E a minha ideia é exatamente essa, focar no processo, como diz o mestre Bastter. Além do mais, todo mundo sabe que cotação segue lucro, logo, por qual motivo calcular rentabilidade?

      Esse é o meu questionamento, ainda mais porque ela é uma coisa que nós não temos nenhum controle... Vamos focar no APORTE, que é aquilo que realmente faz a diferença!

      Abraços.

      Excluir