segunda-feira, 22 de junho de 2015

Usufrua das empresas que você é sócio

Olá investidores,

Hoje vou fazer um post um pouco diferente do convencional, mas nem por isso menos útil para todos, principalmente para os que são sócios das empresas da sua carteira. A pergunta é:

Você prestigia as empresas que é sócio?

"Como assim IL3?"

É simples! Consuma ou utilize os produtos e serviços das suas empresas. Alguns dizem que isso não faz a menor diferença, contudo, eu discordo totalmente e acredito que faz sim. E, levando isso em conta, vou usar como exemplo a minha própria carteira e como eu ajudo as empresas dela.

Setor financeiro:

Cetip

Infelizmente é difícil usar diretamente os serviços dela, contudo, sempre que eu faço um DOC ou TED, é ela que processa o mesmo e, obviamente, leva uma comissão.

Cielo

Essa aqui eu nem preciso falar né? Eu deixo toda a minha grana no BB, porque a bandeira é Elo, justamente para passar tudo na maquininha da Cielo. Na pior das hipóteses eu vou de Rede, que é do Itaú.

Itaú

Eu sou correntista dele e a minha reserva de emergência está no mesmo. Além disso, como citado acima, eventualmente passo alguma coisa na máquina da Rede.

Porto Seguro

Ainda não estou usufruindo dos serviços dela, entretanto, estou cotando um seguro contra acidentes pessoais e devo fechar com ela.

Setor de consumo não cíclico:

Ambev

Aqui em casa só entram produtos da mesma, ou seja, muito Guaraná Antarctica e os outros refrigerantes da família, visto que eu não bebo álcool, rs.

M. Dias Branco

Biscoitos e massas são apenas dela! Aqui em São Paulo a marca Adria é muito forte e gostosa, logo, estou sempre comprando e consumindo a mesma.

Raia Drogasil

Alguém ficou doente? Passa na Raia Drogasil! Essa é a ordem aqui em casa, rs. TODOS os medicamentos que precisamos e produtos de higiene pessoal são comprados lá.

Setor de construção e transporte:

CCR

Frequentemente eu utilizo a Linha 4 Amarela do metrô, que por sinal, quem é de São Paulo pode confirmar, é a melhor de todas, não por acaso, a única que é privada.

Setor de utilidade pública:

Tractebel

Infelizmente não consigo prestigiar ela de alguma forma. Alguém tem sugestões para resolver isso?

Setor de telecomunicações:

Telefônica Brasil

Todas as minhas linhas telefônicas e a minha internet é dela. Eu até pago as contas feliz, afinal, vou receber a grana de volta em breve, rs.

Setor de tecnologia da informação:

Totvs

Junto com a Tractebel, são as duas que eu (ainda) não consigo utilizar os seus serviços.

Setor de bens industriais:

Valid

Aqui, no meu escritório, a maioria dos meus certificados digitais são dela! E a sua CNH, assim como a minha, é bem provável que tenha sido fabricada por ela, sabia?

Das 12 empresas da minha carteira, apenas duas não são "ajudadas" por mim. Aonde eu quero chegar com isso? Que você deve SIM utilizar os produtos e serviços das empresas que você é sócio. Se você não fizer isso, quem vai fazer? Pior ainda se você optar pela concorrência...

É isso aí pessoal. Espero que tenham gostado dessa forma diferente de analisar as empresas.

Abraços a todos!

38 comentários:

  1. Oi!

    Bem interessante o seu ponto de vista, eu já cheguei a pensar nisto e olhando hoje a minha enorme carteira com 3 empresas cheguei a conclusão que sou correntista do Banrisul, Banco do Brasil e o meu celular é da Vivo.

    Então será que isto é meio que automático, talvez tenhamos uma tendência a comprar ações das empresas que conhecemos sendo clientes das mesmas?!

    Concordo, com você, sempre que possível devemos comprar serviços ou coisas das nossas empresas, ou afinal não somos sócios?

    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. IM,

      A ideia é essa mesma. Ajudar e prestigiar as empresas que você é sócio. A união faz a força, certo? Logo, de grão em grão, a galinha enche o papo! Sobre investir no que você "conhece", o maior defensor dessa estrategia é o Peter Lynch.

      Abraços.

      Excluir
  2. Dou muitos lucros para a Valid, Porto Seguro, Cielo, CCR e, principalmente, Ambev! No entanto, dessa lista tenho ações só das três últimas que citei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. DH,

      Peço a você que continue assim, rs. Somos sócios nas três empresas que você citou!

      Abraços.

      Excluir
  3. Compro onde eh mais barato. No fim o que sobra compro ações de boas empresas.
    -Remedio compro na venancio. Posso investir o que sobra na raia.
    -Compro chinelo no camelô e invisto na grendene.
    -Faco tudo para nao gastar luz em casa. Invisto na eletropaulo.
    -Tenho GNV no carro. Invisto na petrobras.
    - tenho azulejos e pias sem marca em casa. Mas invisto na portobello. ..

    Enfim..se fosse utilizar os produtos das empresas do qual sou sócio, com certeza no final do mes iria me sobrar menos $....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,

      É uma opção que você faz, contudo, se ninguém consumir os produtos e serviços das empresas da sua carteira os lucros delas vão diminuir.

      Abraços.

      Excluir
    2. Claro, mas deixo isso para o povão comprar.

      Brasileiro é gastador compulsivo. São 200millhões. Quantos desses 200milhões guardam seu dinheiro? poupam?
      A grande maioria prefere comprar tudo de marca, mesmo sem ter dinheiro, só para mostrar pro vizinho....

      Está no sangue desse povo.

      Enquanto isso junto meu dinheiro e vou amealhando.

      Excluir
    3. Anônimo,

      Nesse aspecto, você está coberto de razão. O bostileiro médio só pensa em gastar, gastar e gastar!

      Abraços.

      Excluir
    4. É isso aí anônimo. Mesmo porque você pode ser sócio de empresas que não é o público alvo. Eu não vou gastar meu dinheiro com roupa (seria melhor etiqueta) de marca, mas se mane acha razoável pagar 200 reais numa camisa polo e eu posso comprar ações eu compro. Não vou pagar tarifa pro ITAÚ, mas se tem neguinho que paga mais de 100 reais por mês pra ser personalite e eu posso comprar ações, eu compro. Na média gastar com as empresas que vc é sócio acaba com a frugalidade, que é a principal maneira de trabalhadores assalariados obterem a independência financeira.

      Excluir
    5. Oli,

      Mas eu não estou dizendo para todo mundo torrar a sua renda com os produtos e serviços das empresas que você é sócio. A ideia é que, sempre que possível, você usufrua dos mesmos e assim ajude elas.

      Abraços.

      Excluir
  4. Post interessante, bagual!
    Sempre que possível prestigio minhas empresas que dou sócio.

    Abraço
    Bagual

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bagual,

      É isso aí! Na dúvida, de a preferência para elas.

      Abraços.

      Excluir
  5. Também uso ou compro os produtos das empresas que sou sócio,
    saber o que é bom ou ruim, o que presta ou que não presta, é uma ferramenta que os pequenos investidores tem que os grandes gestores não usam.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OS,

      Perfeito! Essa é uma vantagem que nós temos que não deve ser desprezada.

      Abraços.

      Excluir
  6. Concordo Investidor, também costumo comprar e usar os serviços das empresas em que eu sou sócio!

    Outro ponto interessante é que eu acho que mesmo procurando economizar, acabamos por usar serviços e produtos de qualidade, então se investimos em empresas de qualidade, é um processo automático sermos clientes das empresas que investimos!

    O que acha Investidor?

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gabriel,

      Muito bom! Concordo com você, afinal, todas as empresas da minha carteira tem muita qualidade.

      Abraços.

      Excluir
  7. Discordo do post, compre onde é melhor e mais barato que vai sobrar mais dinheiro para investir. Nossas energias são limitadas, não vale a pena perder tempo atrás de algumas frações de centavos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Land,

      É a sua opinião!

      Abraços.

      Excluir
    2. Concordo com o Land, se eu tenho uma empresa e seu produto está caro eu não consumo.

      Excluir
    3. Sim, minha opinião, mas além de ser inútil tentar ajudar uma empresa de que é sócio comprando seus produtos a nossa capacidade de avaliação é prejudicada se estabelecemos algum vínculo emocional.

      Excluir
    4. UB,

      Isso é subjetivo, afinal, nem sempre o que é barato é bom. Como todos nós sabemos, não existe almoço grátis!

      Abraços.

      Excluir
    5. Land,

      Respeito o seu posicionamento, contudo, não concordo com o mesmo. Um centavo a mais que entre para as empresas que somos sócios vai ajudar ela sim!

      Abraços.

      Excluir
    6. O barato pode sair caro mesmo, tem que avaliar entre os pares a melhor opção.

      Excluir
  8. Eu que sou sócio da cemig e da Oi, ligo para a minha tia aqui do RJ toda madrugada que mora em Minas só para acordar a velha, acender a luz e aumentar os lucros da minha cmig.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,

      Bela estratégia meu amigo!

      Abraços.

      Excluir
  9. Não basta confiar as economias nas empresas, agora precisa consumir apenas os produtos delas. Parabéns por ser escravo das empresas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,

      Não tem nada a ver com escravidão, rs.

      Abraços.

      Excluir
  10. Cetip
    Indiretamente todo mundo usa.

    Cielo
    Uso sempre

    Itaú
    Tenho Digiconta lá mas está zerada, como meus débtos automaticos estão todos no Bradesco então acaba deixando grana só no bradesco, mas é pouco.

    Porto Seguro
    Meu seguro ano passado era da Porto, mas este a no a Sula ficou mais barato. Mas meu cartão de crédito é da Porto.

    Ambev
    Não costumo tomar refri mas de vez em quando tomo umas cervas da AMBEV.

    M. Dias Branco
    Aqui em Minas é dificil achar.

    Raia Drogasil
    Está sempre cara, a mais barata aqui em Minas é a Pague Menos, de vez em qd compro na Ultrafarma online.

    CCR
    Qd viajo para o Rio costumo pagar uns pedágios, rs.

    Tractebel
    Só mudando de estado

    Telefônica Brasil
    Meu cel e meu fixo são da Claro.

    Totvs
    Só se v montar uma empresa vai usar estes serviços. Meu cunhado trabalha lá.

    Valid
    Todos acabamos por usar indiretamente.

    Agora, se vc quer usar mesmo uma empresa sua, todo dia, compre Petrobras, rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uó,

      Parabéns! Você pegou o espírito do post.

      Abraços.

      Excluir
  11. Fala IL

    Eu tbm consumia alguns produtos de empresas das quais fui sócio. Entretanto eu não estou mais na bolsa, sai definitivamente mês passado. Agora meu patrimonio esta todo em renda fixa.

    Infelizmente tem alguns produtos que não dá pra usar, como por exemplo Coca Cola. Faz um mal do cacete. Ter ações da Coca é igual ser traficante. Deixe os outro se destruirem com seu produto, mas nunca o use, apenas receba o dinheiro. ahuauhahuauha


    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mr. Rover,

      Por que você resolveu sair da Bolsa? Apesar da quadrilha estar no poder, é comprovado que no longo prazo as ações vencem a renda fixa...

      Nem todos os produtos vendidos pelas empresas em que somos sócios são bons, contudo, sem falso moralismo, o que vale mesmo é a grana no bolso!

      A analogia do traficante foi um bom exemplo, rs.

      Abraços!

      Excluir
    2. KKKKKKKKKKKK

      A analogia com a Coca Cola foi muito boa, só serve mesmo para desentupir pia.

      Excluir
    3. IL

      Sim eu sei que a longo prazo é melhor. Mas eu sai pq estou numa fase de "aportar tudo que tem com risco zero". No atual momento eu estou preferindo ganhar bem pouco e não ter que esquentar a cabeça em perder. Ter saido da bolsa foi uma responsabilidade e peso que tirei das costas nesse momento. Pois como vc sabe eu estou em transição, quero sumir do Brasil. Foi bom, consegui sair com um bom lucro apesar de algumas quedas ano passado, principalmente PETR4.

      Quando eu estiver lá fora, estabelecido, voltarei para à bolsa é claro. E estou seco para investir em Reits também. Mas isso tudo vai ter que esperar.


      Abs

      Excluir
    4. Mr. Rover,

      Entendi. Desejo sorte em seus planos!

      Abraços.

      Excluir
  12. IL,
    Eu uso os produtos das empresas que sou sócio sempre que posso, mas não sou xiita de recusar produtos de outras empresas.
    Em algumas empresas isso é mais difícil, pois não são bens de consumo como Vale, Gerdau e Weg, mas no restante, sempre que posso, dou preferência para minhas empresas (desde que a qualidade, as características e o preço estejam nos meus objetivos).
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EI,

      O conceito que eu é defendo é que não custa nada, já que todos nós investimos apenas em empresas boas, usufruirmos do que é oferecido por elas.

      Entre optar pela concorrência ou pelas minhas empresas, eu certamente escolherei a segunda opção.

      Abraços!

      Excluir