domingo, 17 de maio de 2015

Metas de rentabilidade

Olá investidores,

Constantemente sou "atacado" por alguns blogueiros da nossa comunidade como um dos mais fiéis seguidores da filosofia Bastter de investimentos. Recentemente passei por isso no blog do ADP, onde, ao expor meu feedback de forma limpa sobre a postagem da Cielo, fui recebido com duas pedras na mão. Estranhei a atitude de nosso colega, afinal, ele sempre foi cordial e respeitoso, mas vida que segue, né?

O propósito desse post, na verdade, é falar sobre rentabilidade. E por que focar nisso? O Bastter não diz que rentabilidade é coisa de manada e que o sócio deve focar em acumular patrimônio em valor? Eu concordo em partes com ele...

Sim, é evidente que devemos acumular patrimônio em valor, contudo, eu preocupo-me com a minha rentabilidade SIM, principalmente da carteira de ações. Já que a ideia é ignorar a rentabilidade, é melhor socar todo o capital na poupança e pronto, afinal, que diferença importa o quanto a aplicação vai render?

Eu sou um grande admirador do Bastter, acho que ele faz um trabalho INCRÍVEL, contudo, não concordo de forma alguma com essa ideia de ignorar a rentabilidade. Tanto discordo que eu tenho as MINHAS metas de rentabilidade, que serão expostas logo abaixo.

Atualmente é "fácil" conseguir quase 1% ao mês na renda fixa, certo? Multiplicando esse valor por 12 meses, chegamos a 12% de rentabilidade ao ano, ou seja, uma rentabilidade parecida com a da SELIC, que é a tão alardeada e famosa taxa livre de risco.

No meu caso, eu estabeleci três faixas de rentabilidade, que são as seguintes:

Bom - rentabilidade de 15% a 18% ao ano.
Ótimo - rentabilidade de 18% a 21% ao ano
Excelente - rentabilidade acima de 21% ao ano

Qualquer resultado abaixo de 15% ao ano, será considerado um fracasso, tal como em 2014, quando a minha rentabilidade foi de pífios 2,49%. Enfim, o que eu quero transmitir é que você deve sim ter as suas metas de rentabilidade, apesar do Bastter dizer que não.

Entretanto, não fique obcecado com isso, é bacana você acompanhar e tal, mas nunca esqueça-se que o que vai realmente deixar você rico é o quanto você aporta por mês, afinal, uma coisa puxa a outra.

Tenha bom senso e moderação que as coisas vão andar corretamente. Deixe o seu comentário abaixo.

Abraços a todos!

120 comentários:

  1. O Bastter tem os seus méritos. Gosto muito do site dele mas também discordo de algumas coisas que ela fala como você também disse. Acho que temos que ter nossos próprios métodos e segui-los. Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MDO,

      Exatamente. Eu desenvolvi a minha própria estratégia de investimentos, com grande inspiração do Bastter, e pretendo continuar seguindo ela.

      Abraços.

      Excluir
    2. "pretendo continuar seguindo ela" Nenhuma estratégia é consolidada. Carecem de evoluções. Seguir a estratégia vigente é importante, mas ela não é pro resto da vida.

      Excluir
    3. UB,

      Sim, mas eu não enxergo nenhuma mudança nela no longo prazo, ainda mais para mim que sou adepto do B&H.

      Abraços.

      Excluir
  2. Não critico quem acompanha rentabilidade, mas pessoalmente não ligo pra isso, a única coisa que me interessa são os dividendos que são cada vez maiores.

    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OS,

      Acredito que ambas as coisas são importantes. Mas a renda passiva, sem dúvidas, é algo que deve ser levado em conta.

      Abraços!

      Excluir
    2. Sardinha prioriza fluxo de caixa, mas isto está diretamente relacionado à rentabilidade, estou errado?

      Excluir
    3. Uó,

      Não necessariamente, visto que os FIIs (que eu não gosto) e as ações de dividendos seriam mais voltadas para isso.

      Abraços.

      Excluir
    4. Mas reinvestir o recebido dá na mesma, gera boas rentabilidades.

      Excluir
    5. UB,

      Sim, o ideal é reinvestir 100% dos proventos recebidos.

      Abraços.

      Excluir
  3. Dica IL,

    Atrele a sua rentabilidade a SELIC, fica mais fácil e você pode analisar melhor sem a necessidade de todas as vezes ficar trocando a rentabilidade... Por exemplo, se a SELIC tiver a 12% então coloque uma rentabilidade SELIC + 5% por exemplo, ou 150% de SELIC, como rentabilidade projetada, assim, você evita de todas as vezes ficar mudando e a mesma fica mais palpável em momentos de afrouxo ou aperto economico.

    Uta!

    ResponderExcluir
  4. Olá IL
    Concordo com vc. A rentabilidade, na minha opinião tem igual importância que a disciplina dos aportes.
    Achei também suas metas "justas".
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dividendos,

      Exatamente! Os aportes são fundamentais no crescimento do patrimônio, contudo, a rentabilidade não pode de forma alguma ser desprezada. Sim, eu procurei ter bom senso para elaborar elas.

      Abraços!

      Excluir
    2. Também acho, tem gente que tem aporte pesado mas está comprando Petro e Vale, aí não adianta.

      Excluir
    3. Uó,

      Eu estou fora de qualquer empresa cujo majoritário seja o governo, inclusive a Sabesp, rs.

      Abraços.

      Excluir
  5. Eu acho que só é importante uma meta de rentabilidade se você operar como trader ou como hedger, para acumulação de patrimônio em ações muitas vezes a rentabilidade será menor do que o limite inferior de 15% que você definiu por razões aue fogem do nosso controle.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Land,

      Concordo, entretanto, acho interessante que o holder tenha metas de rentabilidade, mas sem ficar obcecado por isso e saber que ela é consequência de todo o processo de investimento.

      Abraços.

      Excluir
    2. Land, rentabilidade para quem faz trades alavancado como eu não faz sentido. Mas acho que tb não adianta traça meta de rentabilidade em B&H, vc não tem controle sobre isto.

      Excluir
    3. UB,

      Você pode até traçar, entretanto, sabendo que elas não dependem apenas de você e também do mercado...

      Abraços.

      Excluir
  6. É nas empresas de VALOR, que pode-se ter a maior probabilidade de rendimentos e dividendos.Pronto adentrei em uma das verdades do Bastter. Ele faz um bom trabalho, talvez pioneiro no pais tupiniquim da poupança da Caixa rs....
    Mas ninguém é 100%, apenas Deus. E apesar do Bastter acertar mais do que errar, SEMPRE HAVERÁ UM FARISEU para criticar...
    Pensem, até Jesus se fodeu com esse povinho que Deus criou!

    IL3, suas metas estão boas!

    Grande abraço amigo!
    Bagual

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Bagual,

      Aonde eu assino? Ninguém é perfeito e o Bastter, mesmo com as suas "falhas", é uma pessoa que faz um trabalho digno de aplausos. Obrigado pelas palavras!

      Abraços.

      Excluir
    2. Qt mais aplausos o Bastter tiver mais ele vai achar bom, é com isto que ele ganha. rs

      Excluir
    3. Uó,

      Mas é fato que ele faz um trabalho ótimo para o pequeno investidor.

      Abraços.

      Excluir
    4. Ótimo para o P.I. e excelente para ele, rs. Mas não ta errado.

      Excluir
  7. Normal para ele falar que rentabilidade não importa... ele já investe desde antes de eu ter nascido.... A rentabilidade de toda a carteira dele está na estratosfera...

    Então qualquer 1 no lugar dele iria ignorar cada vez mais a rentabilidade, não faria o menor sentido acompanhar isso...

    De qualquer forma ele não deixa de ter seu mérito ao ensinar o povão a investir na RV, assim como não deixa de ser arrogante de vez em quando...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,

      Perfeito, afinal, no longo prazo, se as empresas forem boas, o preço médio delas tenderá a zero. E como ele investe na Bolsa há décadas...

      Não sei se a palavra certa é arrogância, mas o Bastter é um pouco "tradicional", digamos assim.

      Abraços!

      Excluir
    2. "A rentabilidade de toda a carteira dele está na estratosfera"
      Ela já divulgou? rs

      Excluir
    3. UB,

      Não, mas para quem investe em empresas boas desde a década de 80...

      Abraços.

      Excluir
    4. Tenho certeza que ele já comprou muito mico. rs

      Excluir
    5. Uó,

      Isso aí todo mundo já fez... Até eu com a STBP11, por exemplo.

      Abraços.

      Excluir
  8. Beleza, IL, você se preocupa com a rentabilidade certo? O que você mudou na sua estratégia para superar o tal "fracasso" de 2014? Se você responder que não fez, pois preço não importa e o negócio é focar em "valor", então sua preocupação é um mero estresse desnecessário que só irá contribuir para lhe deixar calvo e impotente.

    Já o ADP, eu não entendo a postura dele em relação ao Bastter. Ele faz comentários pesados contra o Bastter, chegando ao ponto de desqualificar o trabalho dele, comparando-o a uma espécie de marqueteiro barato, mas no final das contas diz que investe 99% da forma que o Bastter prega. Acho que o nosso colega tem que se decidir se morde ou se assopra.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Troll,

      O que eu fiz foram alguns ajustes na carteira que agora está redonda do jeito que eu queria, rs. Mas o que eu quero deixar claro é que ter uma boa rentabilidade está ligado com o fato de ser sócio de empresas boas, aportar mensalmente nelas e reinvestir TODOS os proventos.

      Sobre o ADP, como falei para ele no seu blog, não consigo entender essa necessidade de depreciar e perseguir o Bastter a todo custo. Enfim, cada um sabe o que faz, mas essa atitude é totalmente desnecessária.

      Abraços.

      Excluir
    2. Amigos, sobre o ADP, eu achei um pouco estranho a pancada que ele deu, mas como você (IL) tem uma postura um pouco "radical", isso acaba incitando respostas mais ríspidas.

      O ADP sempre foi muito gentil comigo e tem feito um bom trabalho. Acredito que vocês vão se acertar.

      Abraços

      Excluir
    3. EI,

      Prefiro acreditar que ele estava em um dia ruim, rs.

      Abraços.

      Excluir
    4. Qual foi o fracasso de 2014?

      Excluir
    5. Uó,

      Foi não ter atingido os 15% de rentabilidade em 2014.

      Abraços.

      Excluir
    6. ahhhhhh, nem o melhor gestor do brasil conseguiu isto investindo só em ações. Ano passado, se não me falhe a memória, seu rendimento foi ótimo considerando que investiu apenas em ações

      Excluir
    7. UB,

      Obrigado, contudo, eu senti-me frustado por não ter conseguido bater a minha meta. Lembrando sempre que estou 100% em ações na renda variável...

      Abraços.

      Excluir
  9. Investidor Livr3!
    Concordo quando você diz que a rentabilidade é importante, já que a busca da mesma é um dos caminhos para independência financeira.
    Penso que investindo em ações uma rentabilidade minima de 12% tem de ser buscada.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. IM,

      É isso aí! Os 12% de rentabilidade eu considero pouco, afinal, com a recente alta da SELIC é possível conseguir esse valor sem muitas dificuldades...

      Abraços!

      Excluir
    2. Acho que o mínimo que se deve buscar em RV precisa ser superior ao que se consegue em RF.
      Nessa linha, considero que 12% nos patamares atuais é pouco.

      Excluir
    3. Dividendos,

      Concordo com você, como falei para o colega IM acima.

      Abraços.

      Excluir
    4. Senhores, é por isto que gestão ativa é necessária em investimentos, Qd a renda fixa esta mais atrativa vc deve direcionar o fluxo para ela, e vice-versa. Não adianta querer fica tentando rentabilidade melhor que a Selic investindo em ações em um momento que a taxa de juros está alta.

      Excluir
    5. UB,

      Eu já acho que o melhor é investir sempre tanto na RF como na RV, independentemente do que esteja acontecendo na economia.

      Abraços.

      Excluir
    6. Para os pequenos investidores é a única forma por falta de conhecimento. Mas não é a melhor.

      Excluir
    7. Uó,

      Mas é dos pequenos que nós estamos falando...

      Abraços.

      Excluir
  10. Também aprecio muito o site do Bastter, acho as ideias super interessantes pregadas por ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Beto,

      Somos dois. O Bastter faz um trabalho FANTÁSTICO para o pequeno investidor.

      Abraços.

      Excluir
    2. Tb uso o site para ver os fundamentos, mas só para isto, rs.

      Excluir
    3. Uó,

      Os quadros das empresas são sensacionais!

      Abraços.

      Excluir
    4. Meus quadros são melhores, acho que vou voltar fazer, rs.

      Excluir
    5. UB,

      Mãos às obra então... Informação nunca é demais!

      Abraços.

      Excluir
  11. O negócio importante que o Bastter prega é que devemos nos preocupar para ganhar com nossas profissões, estudar para melhorar nosso emprego e utilizar a bolsa como uma poupança, seguindo essa linha de raciocínio, ele tentar retirar as complexidades desnecessárias para as pessoas que devem fazer 'apenas' poupança na bolsa. Acho que nesse contexto, realmente não faz sentido se preocupar com rentabilidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SC,

      Sem dúvidas! O que ele "prega" é para o investidor amador, que é iniciante no universo de investimentos, principalmente das ações.

      Em todo o caso, para quem é mais "avançado", como nós, acho saudável existirem metas de rentabilidade sim, que não dependem apenas de nós...

      Abraços.

      Excluir
    2. "para quem é mais "avançado"", como, quem? eu não, rs.

      Excluir
    3. UB,

      Eu estou evoluindo a cada dia e considero-me "avançado" sim.

      Abraços.

      Excluir
    4. Claro que não é I.L. somos meras sardinhas.

      Excluir
    5. Uó,

      Tudo bem, mas comparado ao final de 2013, quando eu comecei a investir em ações, é nítida a minha evolução.

      Abraços.

      Excluir
  12. Eu só acompanho minha rentabilidade no final do ano não gosto de ficar olhando pra isso mês a mês como muitos fazem, não que seja errado mas pra mim essa história de todo mês ficar fechando a rentabilidade é bobeira.

    Se as cotações de curto prazo não acompanham os lucros qual o motivo de ficar olhando pra elas todos os meses. Por isso só olho anualmente.

    O problema da rentabilidade é que o cara começa a ficar obcecado por ela e dai pra tentar melhorar acaba comprando coisa que tem rentabilidade alta no curto prazo mas que muitas vezes não tem no longo prazo ai o ferro vem lá na frente quando já é tarde de mais. Outra situação é que ficar olhando rentabilidade acaba levando o cara a girar patrimônio e no fim ele só vai acabar com menos do que começou: patrimônio é igual sabão quanto mais se mexe mais ele diminui. Isso de ficar agora vou comprar renda fixa agora vendo tudo e volto pra ação.

    O que importa pra mim é que meus retornos de dividendos sejam maiores ano a ano e isso tem dados certo agora se a empresa rende x ou y isso não faz a menor diferença pra mim.

    Minha carteira de ações americanas têm empresas com rentabilidades pequenas mas são empresas que pagam mais dividendos crescentes todo ano a mais de 50 anos.

    Sobre o Bastter ele é muito importante no mercado brasileiro mas vale lembrar que sua filosofia está toda alicerçada em dois caras siegel e mhizrahi ambos americanos se ler eles vai ouvir o Bastter falando. Só acho que faltou um poucos de crédito por parte dele a esses dois gênios.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VD,

      Obrigado por sua preciosa colaboração! Eu acompanho mensalmente a minha rentabilidade mais a título de curiosidade, mas nada que vai alterar de forma alguma a minha estratégia...

      Exatamente, e é justamente por isso que o investidor deve ter a cabeça fria, ser racional, ignorar cotações e notícias e focar apenas nos valores de suas aplicações.

      É isso mesmo, assim como o OS já havia falado acima, um bom indicativo de que as coisas estão melhorando é o aumento dos proventos recebidos, ou seja, a famosa renda passiva.

      Em todo o caso, não é porque uma empresa não paga proventos que ela é ruim, vide a Apple e a Berkshire Hathaway, que nunca distribuíram seus lucros e quem está comprando elas há um bom tempo hoje é milionário.

      Sobre o Bastter, sou suspeito para falar, pois admiro muito o seu trabalho, apesar de não concordar com tudo o que ele diz.

      Abraços!

      Excluir
    2. Peraí, IL... você fez um post afirmando que é importante estabelecer metas de rentabilidade e depois afirma que acompanha a sua rentabilidade só por curiosidade. Se decide, por favor. rs

      Abraço!

      Excluir
    3. LDL,

      Acho que eu expressei-me errado. Vou resumir da seguinte forma:

      Eu acompanho a minha rentabilidade, tenho metas, contudo, não vou ficar obcecado com isso, pois ela é consequência de uma boa estratégia de investimento.

      Abraços.

      Excluir
    4. IL

      Eu também concordo contigo que tem empresas que não pagam dividendos que são muito boas, só olhar no meu blog que você vai ver que estou fazendo um trade de valor na Manhattan que nunca pagou dividendos e é uma excelente empresa.

      Sobre olhar rentabilidade todo mês e achar que isso não vai te influenciar eu não acredito, tudo que você fica repetindo todos os meses uma hora vai entrar na sua cabeça.

      "A influência da repetição nas multidões é compreensível quando é visto o poder que ela exerce nas mais iluminadas mentes. Este poder é devido ao fato de que a expressão repetida é embutida a longo prazo naquelas regiões profundas de nosso insconsciente, nas quais os motivos de nossas ações são esquecidos."
      -- Gustave Le Bon, em The Crowd, publicado em 1897

      Eu realmente acho que a rentabilidade não é importante então esqueci ela, no começo quando fiz o blog pensei em fazer como a maioria dos blogueiros de colocar todo mês a rentabilidade, daí parei e pensei pra que eu vou fazer isso se eu tenho a convicção de que ela não tem utilidade, seria fazer porque todo mundo faz, enfim depois de pensar um pouco optei por não publicar pois não acompanhava os caras que eu estudei nenhum recomendava tal coisa.

      Só pra deixar claro que não sou contra a quem acompanha, cada um tem um método de investimento, o que pode funcionar pra mim não necessariamente vai funcionar pra outros.

      Excluir
    5. VD,

      Pois é, o problema é que muitas vezes as pessoas não enxergam isso. A única coisa que importa para o sócio é se a empresa é boa. Se ela for boa, ele será beneficiado, de um jeito ou de outro.

      Como falei em várias respostas, eu acompanho a minha rentabilidade e tenho metas para ela, como mostrei no post, contudo, eu não vou ficar obcecado com isso caso elas não sejam atingidas, justamente porque eu sei que isso é consequência de todo o processo.

      Enfim, o importante é cada um desenvolver a sua estratégia e ser feliz!

      Abraços.

      Excluir
    6. Realmente um rentabilidade mensal não diz nada, nem uma anual, mas um controle tem que existir, no final de 10 anos é bom fazer uma avaliação, rs.

      Excluir
    7. Uó,

      Sim, o controle do desempenho da carteira é fundamental para que o investidor saiba como as coisas estão andando.

      Abraços.

      Excluir
  13. IL,
    Ótimos pontos para uma discussão. Vamos por partes:

    Bastter

    Podemos analisar por 3 óticas distintas. 1.o é a pessoa "Bastter". Sinceramente me parece um pouco arrogante e grosseiro, mas por outro lado acho engraçado em vários aspectos de seus vídeos. Não chega a ser um ídolo, mas acredito que seja um cara honesto. Em 2.o podemos analisar o que ele fala. Por falar para uma multidão, ele tem que ser meio radical, assim garante que as pessoas entenderam e aumenta o poder de convencimento. Quando ele diz que preço não importa ou que rentabilidade não importa, não se deve levar ao pé da letra, pois é lógico que o preço pago, no passado, vai importar na rentabilidade, mas o que ele diz é para não focar no preço e nem na rentabilidade antes e durante a tomada de decisão. Já o 3. aspecto é a metodologia (ou filosofia). Eu acredito que funciona bem ao ajudar o pequeno investidor a abrir os olhos e perceber que não existe fórmula mágica para ficar rico na bolsa.

    Rentabilidade

    Falando na questão da rentabilidade especificamente, note que não tem importância direta nenhuma nos investimento. As metas de rentabilidade são obviamente importantes, mas apurar a rentabilidade de um investimento não serve para nada a não ser para efeito de aprendizado. As decisões de investimentos devem ser tomadas "todos os dias" com base nas opções disponíveis hoje, independentemente do resultado obtido no passado.

    Estes dias foi curioso quando notei que tenho comportamento diferente para investimentos em ações, RF e moeda estrangeira.

    Para ações eu acompanho a rentabilidade quase de diariamente (e eu acho que é inútil, mas é um vício). Renda Fixa eu não acompanho nunca nenhuma rentabilidade. Já com o câmbio é bem interessante. Como eu comentei, comecei a acumular valores em US dólares, então tenho comprado mensalmente, nos últimos 8 meses, uma determinada quantia. Como eu não tenho registrado o valor da cotação paga, não sei qual foi o preço médio e se notar bem isso não tem importância nenhuma, afinal não vou vender os dólares para realizar lucro, se tenho x dólares, tenho que saber que tenho x dólares e que só vou me desfazer deles se a moeda começar a perder relevância no cenário global. Enquanto isso, x dólares são x dólares em qualquer lugar do mundo.

    Para explicar melhor o que estou dizendo, veja que estou comprando US$ x por mês, portanto já tenho US$ 8x acumulados e não tenho a mínima ideia do valor que paguei, assim não tenho como calcular rentabilidade. Achei esta situação engraçada justamente porque deveria ter exatamente este comportamento com as ações. A decisão de comprar (ou vender), no meu método, deveria estar ligado somente ao "valor" da empresa e não à cotação. Eu me esforço muito para fazer isso, mas não tenho como negar que posso ser influenciado pelas cotações. Mesmo que eu não tome a decisão baseada na cotação, o fato de ter conhecimento, certamente influencia meu subconsciente.

    Se a rentabilidade não serve para nada para RF e dólar, porque deveria servir para ações? Se tenho 0,00005% de uma empresa, tenho que saber apenas se a empresa tem valor para que eu mantenha meus 0,00005% nela ou se tenho que colocar em algo com melhor valor.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EI,

      Suas ponderações foram ótimas! A Bastter.com é uma empresa e precisa de um "marketing", logo, esse comportamento dele é totalmente compreensível!

      Sobre a rentabilidade, é fogo mesmo... É aquela história, o dono de um imóvel fica pesquisando o preço dele todo o dia? É óbvio que não!

      E é justamente por isso que o holder deve ignorar totalmente cotações e notícias e focar apenas nos BALANÇOS das empresas, ainda mais sabendo que, no longo prazo, cotação segue lucro.

      Abraços.

      Excluir
    2. "Para ações eu acompanho a rentabilidade quase de diariamente (e eu acho que é inútil, mas é um vício)"
      Também tenho este vício, rs. É divertido.

      Excluir
    3. UB,

      Felizmente eu consegui livrar-me disso e só descubro a rentabilidade do mês quando faço o meu fechamento.

      Abraços!

      Excluir
    4. Duvido que vc não dá uma olhadinha ao longo do mês, rs.

      Excluir
    5. Uó,

      Pior que não. Como eu sei que cotação segue lucro, eu só fico olhando o segundo mesmo, rs.

      Abraços.

      Excluir
  14. Kkkkkk.... agora têm gente querendo que o Bastter fale mansinho e com voz aveludada...
    Kkkk.... Meu Deus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bagual,

      Tem um povo por aí que só reclama do homem...

      Abraços.

      Excluir
    2. Bastter tá nem aí, tipo, falem mal mas falem de mim...

      Excluir
    3. Uó,

      E eu acho que ele está certo. É impossível agradar todo mundo mesmo...

      Abraços.

      Excluir
  15. Há grandes investidores no mercado, pra se investir baseado apenas no que o Bastter fala. Não estou dizendo que é o seu caso, I.L., mas muita gente, no fórum da Bastter.com, bombardeia pessoas com pensamentos diferentes com aquelas frases feitas que eles adoram repetir. E ignoram o fato de que poderiam aprender métodos diferentes e igualmente ou até mais vencedores.

    Apesar do Bastter ensinar muitas coisas sensatas, ele consegue contrariar investidores como Warren Buffett, Benjamin Graham, Luiz Barsi, e tantos outros.

    À nós, resta pegar um pouco do ensinamento de cada um, e montar nosso próprio método. Isso é o que penso.

    Quanto à rentabilidade, não gosto de acompanhar mensalmente. Primeiro que dá um trabalhão; segundo que não acho que alguém consiga tirar alguma conclusão ou corrigir algo, baseado na rentabilidade mensal. Então, prefiro analisar rentabilidade de períodos mais longos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AI,

      Você falou tudo. Cabe a cada um de nós extrair o melhor dos grandes investidores e criarmos o nosso próprio método de investir.

      E uma boa rentabilidade será uma consequência natural desse trabalho bem feito.

      Abraços.

      Excluir
    2. Bastter não prega investimento, bastter prega acumulação, só isto, rs. Investimento quem faz bem neste país são poucos, tipo o Stul.

      Excluir
    3. UB,

      Mas é melhor acumular alguma coisa do que morrer na miséria, né? O Fundo Verde é outra realidade, não dá nem para começo de conversa...

      Abraços.

      Excluir
  16. Acho que o Bastter faz um papel muito importante nas finanças da maioria dos investidores. Ele dá dicas preciosas, e o site tem muito conteúdo de qualidade. Pra grande maioria é o suficiente. O que lidamos às vezes na blogesfera são pessoas excepcionais, que manjam muito de análise técnica, valuation, etc etc etc.
    Pessoas que podem manjar muito mais que o Bastter. Normal, o próprio cara se limita, não quer se aprofundar. Porque o que ele ensina no site é suficiente pra grande maioria ter sucesso. Pra grande maioria dá certo, e esse é o público dele.

    Tem várias pessoas na blogsefera que estão num patamar muuuuuuuuuito mais elevado, e talvez por isso os conhecimentos do Bastter podem não agregar muito. Nada demais.

    Pelo menos pra mim é o suficiente. Eu me enquadro na grande maioria kkkkkkkk.

    Fora isso, eu gosto de acompanhar minha rentabilidade, mas apenas como um parâmetro. Não vou mudar minha estratégia de acordo com a rentabilidade. Muito menos considerar minha estratégia um "fracasso" devido a uma baixa rentabilidade.

    O que importa é cada pessoa encontrar sua própria estratégia, a qual o deixe confortável em investir.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PR,

      Exatamente! O Bastter fala para a massa e, justamente por isso, ele tem que ir direto ao ponto para o povo entender. Quantas e quantas vezes ele já falou que é um idiota, brincando é claro, mas querendo dizer que o segredo é a simplicidade?

      Claro, existem investidores e investidores, e cada um tem um nível de conhecimento, mas eu concordo com você e prefiro focar no meu trabalho para aumentar os meus aportes e enriquecer mais rapidamente.

      Eu também sou assim. Acompanho a rentabilidade, até em respeito ao ranking do Victor, contudo, ela é uma coisa secundária na minha estratégia de investimentos.

      Abraços!

      Excluir
    2. Ele usa a estratégia dos vídeos grosseiros e polêmicos para angariar seguidores e fluxo de assinatura para o seu blog.

      Excluir
    3. Uó,

      E ele está errado? Não existe almoço grátis! O que realmente importa é que o conteúdo disponibilizado por ele é altamente útil para o pequeno investidor.

      Abraços.

      Excluir
    4. Não está errado, mas quem assina é deslumbrado, rs.

      Excluir
    5. UB,

      Não acho... Inclusive eu estou pensando em assinar também.

      Abraços!

      Excluir
  17. Acho bastante inútil ter uma meta de rentabilidade em ações.

    Como você vai saber se a ação vai subir 15% este ano? Não tem como.

    Compre as empresas boas e acompanhe os resultados. Se forem crescentes o preço da ação sobe, mas esse caminho não é uma linha reta.

    Acho interessante acompanhar a carteira para saber se você está batendo os índices. Se em 5 anos vc perdeu dos índices, larga a mão e compra um ETF.

    Abçs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. II,

      A meta é como se fosse um "desafio". É óbvio que eu quero alcançar elas, entretanto, caso isso não ocorra, eu não vou ficar chateado. Vale ressaltar que você está 100% correto em sua recomendação.

      E bater o Ibovespa é a coisa mais fácil do mundo. Isso eu nem preciso acompanhar, logo, os ETFs, assim como os FIIs, estão BANIDOS da minha carteira!

      Abraços.

      Excluir
    2. "entretanto, caso isso não ocorra, eu não vou ficar chateado", no mínimo vc vai abaixar a meta para não se chatear novamente, rs.

      Excluir
    3. UB,

      Tudo vai depender da SELIC, né? As metas são balizadas nela... O Ibovespa eu nem considero, afinal, bater ele é mais fácil que tomar doce de criança.

      Abraços.

      Excluir
  18. Olá, IL,

    rentabilidade é obviamente importante. Se não o fosse, joga fora todos os livros de finanças, pois todos as decisões de investimento levam em consideração a expectativa sobre a rentabilidade futura.

    Agora, queria tirar uma dúvida:
    "Sim, é evidente que devemos acumular patrimônio em valor(...)"

    O que é, OBJETIVAMENTE, valor para você?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dimarcinho,

      Ações de empresas boas, Tesouro Direto, LCA, LCI, poupança... Tudo o que for um investimento bom tem valor para mim.

      Abraços.

      Excluir
    2. OK, entendido.

      E o que, OBJETIVAMENTE, são empresas boas para você?

      Excluir
    3. Dimarcinho,

      Empresas que tem lucros consistentes. Mas aonde você quer chegar com essas perguntas?

      Abraços.

      Excluir
    4. É pq tem q ir devagar, passo-a-passo ultimamente...

      OK. Lucros consistentes, estou entendendo, que sejam constantes, correto?

      Mas e a taxa de crescimento dos lucros, ela é importante?

      Excluir
    5. Ele quer encher seu saco. É só o que ele tem feito ultimamente.

      Excluir
    6. Dimarcinho,

      Claro que sim! Os lucros que tem crescer, ao menos, para repor a inflação. Qual é a próxima pergunta agora?

      Abraços!

      Excluir
    7. Troll,

      Vamos dar uma chance para ele, rs.

      Abraços.

      Excluir
    8. simples...o raciocínio dele não está errado. Se o lucro tem que subir, como o IL supracitou, a rentabilidade sobe.
      Logo, rentabilidade é importante, pois "Investidor deve querer comprar cada vez mais caro".

      Excluir
    9. Ok, então crescimento dos lucros é importante!

      Então vc concorda comigo que, dado um mesmo lucro, se uma empresa A tem expectativa de crescer maior do que a empresa B, então a empresa A deveria ser mais cara?

      Excluir
    10. Dimarcinho,

      Eu já percebi que você está querendo provar-me que o preço importa, rs... Sobre o seu exemplo, aparentemente sim, afinal, os lucros da empresa A futuramente seriam maiores que o da B, o que compensaria o fato dela ser "cara".

      Em todo o caso, meu único objetivo é ser sócio de empresas boas enquanto elas continuarem assim ou quando eu vislumbrar uma oportunidade melhor, como na troca da UGPA3 pela RADL3.

      Abraços!

      Excluir
    11. Bom, já q entendeu a linha de raciocínio, ótimo, pois era só isso mesmo que eu queria colocar!

      []s!

      Excluir
  19. Valor pra mim é tudo que me paga juros/dividendos/premio ou a expectativa futura de pagar. Até um bilhete de megasena tem valor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. DC,

      Perfeito, é a sua opinião.

      Abraços.

      Excluir
    2. Tem muitas empresa ruim por aí pagando dividendos, rs. Acho que o coca confundiu Valor com Ativo.
      Ativo: tudo aquilo que lhe dá dinheiro
      Passivo: tudo aquilo que lhe tira dinheiro

      Excluir
    3. uma empresa ruim pagando dividendo tem valor sim, se ele é alto ou baixo ai é outra história

      Excluir
    4. DC,

      Vou ter que discordar de você. Uma empresa ruim sempre será uma empresa ruim, mesmo pagando proventos.

      Abraços.

      Excluir
  20. Tudo é relativo. Rentabilidade é importante mas tb pode ser meta secundária. Na minha conta de trades eu tenho uma rentabilidade média de 100% ao mês, é isto mesmo, 100% ao mês pois tenho um capital de 1.500 na conta e ganho 1.500 ao longo do mês, porém isto me custa 3 horas dia.

    Tem gente que vai conseguir uma rentabilidade de 1% ao mês mas vai gastar várias horas analisando possibilidades de investimentos ao longo do mês.

    Tem gente que vai conseguir 0,8% ao mês fazendo a portes periódicos gastando um tempo mínimo para isto.

    Então no cálculo da rentabilidade é necessário colocar o custo para se atingi-la. É o que os fundos fazem, com as taxas de administração e performance. Considere que a parcela do seu tempo gasto nos investimentos é a taxa de administração, e a taxa de performance é um bonus a vc mesmo. Quanto menor a taxa de administração e maior a taxa de performance melhor será a sua rentabilidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uó,

      Obrigado por sua opinião! Eu gosto de simplificar as coisas, contudo, eu vou permanecer com as minhas metas de rentabilidade, embora elas não dependam apenas de mim.

      Abraços.

      Excluir
    2. Metas são importantes apenas para serem buscadas, nada mais o que isto.

      Excluir
    3. UB,

      Exatamente! Mas como estamos em um bear market prolongado, está bem complicado atingir elas, embora algumas empresas estejam fazendo bonito nos últimos anos, rs.

      Abraços.

      Excluir
  21. Estabelecer metas de rentabilidade na renda variável não faz sentido, porque você não tem controle algum sobre a variação de preços das ações, mesmo em um horizonte anual.

    Ficar checando rentabilidade com ações vai te levar a fazer merda uma hora, por isso eu nem olho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,

      Você tem razão, afinal, é uma coisa que não podemos influenciar... Eu estou focando cada vez menos em rentabilidade e mais em renda passiva.

      Abraços!

      Excluir