segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Diversificando em renda fixa

Olá investidores,

Venho aqui pedir a ajuda de vocês! Como todos sabem, meu capital, no momento, está 100% na renda variável, mais especificamente em ações de empresas boas. Contudo, como não podemos desprezar a renda fixa, ainda mais com os juros exorbitantes do Brasil, decidi por fazer uma pequena diversificação na mesma e deixar minha carteira de investimentos com a proporção de 70% em RV e 30% em RF.

Sendo assim, caro leitor, quero ouvir a SUA opinião! Dentre as opções existentes na renda fixa, qual você acha que se encaixaria melhor na minha situação? A primeira coisa que me veio na mente, obviamente, foram as famigeradas LCIs e LCAs, pelas inúmeras vantagens delas, entretanto, o alto investimento inicial acabaram por me afastar das mesmas.

O Tesouro Direto pode ser uma boa opção? Será que dá mesmo para confiar naqueles títulos com o prazo lá na frente, de trinta e poucos anos? Entenderam meu dilema? Não consigo achar uma opção que seja boa, bonita e barata, rs. Será que eu vou ter que ficar com o mais sem sal dos "investimentos", ou seja, a Poupança? O que você acha? Como você está gerindo a parte de renda fixa da sua carteira?

Abraços a todos!

46 comentários:

  1. Olá IL,
    certamente tesouro direto LFT com 11,25% de SELIC a.a bruto.
    Ou então NTNB principal com vários períodos e reajustados pela inflação.
    LCI e LCA só quem tem muito dinheiro e é amiguinho dos gerentes conseguem uma boa taxa.
    Abraço,
    Rodriguinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Rodriguinho,

      O problema da LFT é se a SELIC cair muito, não acha? Os meus títulos favoritos são as NTNBs Principal, a única coisa que fico com o pé atrás são com esses títulos que vencem depois de décadas.

      E as LCIs e LCAs é exatamente isso que você falou.

      Abraços.

      Excluir
    2. IL,
      A Selic não vai cair drasticamente de uma hora pra hora. Vc vai conseguir acompanhar a queda, caso isso aconteça. Atualmente a tendência é que suba.
      Vc pode ir comprando LFT até ter o montante para vender e comprar um LCI ou lCA.

      As NTNBs até o Mauro Halfeld aconselha comprar os mais curtos. O mais cedo é o que vence em 15/05/2019.

      Apesar do LFT render menos que no NTNB, a possibilidade que o LFT te dá para poder vender em qualquer quarta-feira sem prejuízo nenhum, acho muuuito interessante!

      Eu neste momento estou pensando em investir só em ações mesmo. Minha previdência privada complementar já é uns 85% de renda fixa.

      Como vc está indeciso, vai aportando aos poucos, até consolidar seu planejamento.

      Abs!

      Excluir
    3. ID,

      Obrigado pelas explicações! Você quer dizer que, se a SELIC começar a cair, eu posso antecipar-me a isso e vender o título sem prejuízo?

      Pelo o que eu entendi, a LFT não varia igual a NTNB Principal? Na verdade eu já decidi incluir uma parcela do meu capital na renda fixa, agora resta apenas escolher a melhor opção.

      Abraços.

      Excluir
    4. SIM! Vc nunca levará prejuízo com LFT em qualquer dia que vc vender!

      "As LFT geralmente têm um rendimento menor, mas não têm retorno negativo em nenhum dia. Logo, são alternativas de curto prazo, de recursos que podem ser resgatados em poucos meses."

      Leia aqui:
      http://www.blogdoinvestidor.com.br/investimentos/titulos-publicos-as-letras-financeiras-do-tesouro-lft/

      Abs!



      Excluir
    5. ID,

      Entendi! Eu enxergo elas mais como curto prazo, e é exatamente por isso que uma parte da sua reserva de emergência está nelas, rs.

      Em todo o caso, eu acho que a tendência a longo prazo é a Selic cair até uns 5%. Logo, na minha situação, estou pendendo mais para as LTNs e as NTNBs Principal.

      Abraços!

      Excluir
  2. Você precisa fazer algumas considerações, precisa buscar proteção contra a inflação, mas também não pode ignorar a SELIC. Também precisa ter liquidez para resgatar dinheiro da RF e migrar para a RV em épocas de crise sistêmica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Troll,

      Como falei para o Rodriguinho, os melhores títulos do TD para mim são as NTNBs Principal. A minha reserva de emergência está 100% em poupança, contudo, como eu compro ações todos os meses, não creio que precisaria de uma grana para "aproveitar" as promoções.

      Abraços.

      Excluir
    2. IL, se você precisa de liquidez, NTNB-P não é uma opção. Não que você não possa vender, até pode, mas corre o risco de tomar um belo prejúizo se precisar vender antes do prazo.

      Compre NTNB se estiver disposto a esperar até o vencimento. Compre LFT se precisar que o dinheiro esteja disponível.

      Outra coisa é que deve sempre ir comprando aos poucos.

      Uma boa opção é colocar 50% em LFT e 50% em NTNB.

      Mas a minha principal sugestão é que você estude mais o assunto para entender a mecânica de cada título e o que acontece com CADA UM quando a SELIC e a inflação sobem ou descem.

      Abraços

      Excluir
    3. EI,

      Eu não vou precisar de liquidez. A ideia é deixar o dinheiro "travado" e só resgatar no dia do vencimento mesmo. Acho que, se eu precisasse de liquidez imediata, o mais recomendado seria a Poupança, mesmo ela rendendo bem menos que a LFT.

      Eu já li alguns artigos ontem, e estou bem inclinado em iniciar minha posição com 50% em LTN e 50% em NTNB Principal.

      Abraços!

      Excluir
    4. IL, num momento como em 2008, ter liquidez em RF para comprar ações descontadas em 50% é fundamental para adiantar a IF em uns bons anos. Eu não ignoraria essa regra. Inclusive o momento atual eu acho muito bom para começar a comprar TD.

      Excluir
    5. Troll,

      Eu sei disso. E, no caso, para essas situações, a melhor opção certamente seria a LFT. Só não sei se uma crise como a de 2008 voltará a acontecer tão cedo. Você pensa em algo como 1/3 em LFT, 1/3 em LTN e 1/3 em NTNB Principal?

      Abraços!

      Excluir
    6. Uma crise como a de 2008 não ser sabe quando vai ocorrer novamente, mas não é raro o Ibov sofrer fortes correções, inclusive em mercado de alta.

      Excluir
    7. Dentro do TD eu penso em algo como 1/2 LFT e 1/2 NTNB Principal.

      Excluir
    8. Troll,

      Concordo e é exatamente por isso que eu compro um pouco todo mês.

      Abraços.

      Excluir
    9. Troll,

      Estou começando a mudar de opinião, rs. Acho que seguirei o que você e o EI falaram e montarei a minha carteira no TD com 50% em LFT e 50% em NTNB Principal.

      Os próximos quatro anos serão bem complicados. Ou a Dilmanta coloca ordem na casa ou o PT nunca mais elege nem síndico de prédio. Austeridade à vista!

      Abraços.

      Excluir
  3. vai de NTB e receba juros garantidos acima da inflacao. Não vejo nada mais conservador pro longo prazo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. DI,

      Sim, eu também penso mais ou menos dessa forma.

      Abraços.

      Excluir
  4. IL,

    Pela minha corretora, é possível comprar LCI a partir de 15k.
    Para ter um pouco de liquidez, eu compro lotes com vencimentos diferentes.
    Hoje, tenho LCI vencendo em 11/14, em 01/15 , 03/15, 05/15 e 10/15.
    Acredito que a selic vá para 12%.
    Será uma teta.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. BBB,

      O que eu posso fazer também é juntar o dinheiro em uma LFT, que é boa para o curto prazo, por exemplo, e depois adquirir a LCI. Também acho que, a priori, a SELIC deve subir, contudo, a longo prazo, a tendência é que ela caia. Qual é a sua corretora?

      Abraços!

      Excluir
    2. BBB,

      Entendi. O problema são esses bancos pequenos. Mesmo com a garantia do FGC, acho que é muito rolo para pouco benefício.

      Abraços.

      Excluir
  5. IL

    Pelo fato de ocultar os valores, e claro isso é uma escolha pessoal, fica difícil argumentar com relação a uma afirmação acima "LCI e LCA só quem tem muito dinheiro e é amiguinho dos gerentes conseguem uma boa taxa."

    Na verdade isso é muito relativo. Claro, o banco joga com as seguintes variáveis : "se colocar mais dinheiro e num prazo mais longo, dou taxas maiores". Isso é óbvio. Assim, para quantias grandes, mas prazos menores, teremos menos taxas e para prazos longos, mas quantias baixas, também taxas menores.

    POREM, a meu ver, o grande questionamento é : quanto você pode dispor de um dinheiro com zero de liquidez e por quanto tempo. Respondendo a esta pergunta você terá condições de ver se LCI ou LCA é ou não uma opção para você. Além disso estamos falando para aplicar ou um dinheiro em RF rendendo, mas que é o colchão de segurança também? Isso é importante de se saber!

    Via corretora, usando bancos médios, se consegue boas taxas e exigência de algo como por exemplo R$ 5.000,00 de aplicação. É muito, é pouco... isso é relativo e só você, após responder às questões acima sinalizadas poderá ponderar.

    Por fim é provável que a taxa SELIC suba ainda um pouco mais, pelo menos aposto nisso para segurar um pouco quando aportarei em NTNB.

    Boas escolhas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Guardião,

      Muito boas as suas ponderações! O meu receio é com esses bancos pequenos. Eu sei que tem a garantia do FGC, contudo, mesmo assim ficamos com o pé atrás.

      Como falei para o EI, não estou preocupado com liquidez, e sim em garantir um bom rendimento para o meu capital. Mas a minha ideia, a principio, é investir em LCI/LCA e também no TD.

      Abraços!

      Excluir
  6. Pelo que vejo por apí acho que o melhor está sendo as debêntures...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uó,

      Realmente algumas debêntures estão com condições bem atrativas.

      Abraços!

      Excluir
  7. Depois faça um post com as conclusões :)

    ResponderExcluir
  8. Acredito numa Selic a 14% nesse próximo governo.

    Tem debentures com boas linhas msm e é interessante essa diversificação em diversas opções.

    Jah levou em consideração os Fundos Imobiliários? Os considero mistos, tem a parte fixa e a variável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,

      A SELIC pode até subir a curto prazo, contudo, a tendência é que ela caia cada vez mais. É só comparar a taxa de 15 anos atrás com a de hoje.

      Algumas debêntures parecem interessantes sim, como comentei com o UB. Sobre os FIIs, eles entram na cota da renda variável, e, sinceramente, fujo de qualquer investimento que tenha a palavra fundo.

      Abraços!

      Excluir
  9. O banco Sofisa Direto oferece LCI a partir de R$ 1,00.

    Obviamente as taxas são mais baixas: 91% do CDI, ou 10,5%, sempre para seis meses.

    Link:
    http://www.sofisadireto.com.br/rentabilidade/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,

      Eu já conhecia o Sofisa Direto, mas valeu pela dica!

      Abraços.

      Excluir
  10. Vai de LFT parceiro, nunca rende negativo, mesmo se a selic cair seus ganhos continuam na maioria das vezes acima da poupança. A LTN ta pagando muito bem tbm com vencimento curto e rentabilidade beirando os 13%a.a (bruto). Eu particularmente não confio nesses políticos do Brasil, não compro esses títulos para carregar por décadas, sem la o que eles podem fazer no futuro, rsssss. bons investimentos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lobo,

      Eu ainda estou avaliando os títulos que irei comprar! Concordo com você, eu também tenho o pé atrás com esses títulos que vão vencer daqui há décadas.

      Abraços.

      Excluir
  11. IL, achei essa planilha muito legal. Dá uma olhada nela, pode te ajudar a decidir:

    http://www.abcdodinheiro.com.br/2013/08/poupanca-x-fundo-di-x-cdb-x-tesouro.html

    Eu mesmo prefiro a LCA/LCI são isentas de taxas e dá pra achar boas por aí. A mais simples que aplico para a minha mãe (super-conservadora) paga 84% do cdi e tem liquidez diária, no BB.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. IB,

      Eu já decidi. No Tesouro Direto, vou de 50% em LFT e 50% em NTNB Principal. Além disso, pretendo investir em LCA, assim que eu tiver o valor mínimo necessário.

      Abraços!

      Excluir
  12. Caro IL, só pra agregar na discussão...

    Tenho cerca de 155K em NTN B principal, dá uma olhada na tabelinha do meu último post, na seção renda fixa... perceba a volatilidade de títulos de longo prazo...(maior do que na RV)
    Olhando rapidamente parece que eu estou com uma boa evolução, mas na verdade estou em um deságio fodástico.. acredito que cerca de quase 50 k.

    Ou seja , se eu precisasse resgatar hoje, perderia 50 K, do meu suado trabalho... portanto pondere bem, quando for adquirir títulos de muito longo prazo..

    No mais ... boa decisão pra vc..são muitas opções e variáveis, é de deixar o cabra louco...

    Grande Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PC,

      Eu não confio nesses títulos que tem o prazo muito longo. Pretendo, a priori, comprar os que vencem em um período mais próximo. Mas eu já decidi o que fazer!

      Abraços!

      Excluir
    2. Pois é! As pessoas precisam lembrar que a renda fixa também exige diversificação! Não basta colocar tudo num só produto! Uma boa alocação em renda fixa possui tesouro direto (vários títulos), debêntures, LCI/LCA e até poupança. E a alocação tem que permitir ter um bom fluxo de caixa para retirar dinheiro da renda fixa sem prejuízo e comprar ações descontadas em momentos de crise.

      Excluir
    3. Troll,

      Concordo com você e é exatamente por isso que, no TD, dividirei meus recursos em 1/2 em LFT e 1/2 em NTNB Principal.

      As contas públicas estão um caos e os próximos quatro anos devem ser sombrios. Dessa forma, julgo que essa composição será adequada para o que nos espera.

      Abraços!

      Excluir
  13. IL, se me permite, gostaria de aproveitar o ensejo e pedir ajuda também.

    No próximo ano vou começar a comprar Tesouro Direto e queria ajuda para escolher o agente de custódia. Dois bancos dos quais sou correntista cobram taxa e tem o mesmo prazo de repasse. Fiquei em dúvida sobre o que mais devo levar em consideração. Meu relacionamento com os dois bancos é igual. Alguém tem dicas para me oferecer?

    Abraços
    Donna Ryka

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. DR,

      Essa é uma decisão de cunho pessoal. Via de regra, as corretoras de bancos são caras e ruins. O que você pode fazer é procurar uma corretora independente que atenda as suas exigências e comprar os títulos por meio dela.

      Abraços.

      Excluir
    2. Ranking das taxas de custódia cobradas pelas corretoras. Eu aceito até 0,2% aa.

      http://www3.tesouro.gov.br/tesouro_direto/consulta_titulos/consulta_ranking.asp

      Excluir
    3. Troll,

      Valeu pela dica. A minha corretora está abaixo disso, rs.

      Abraços.

      Excluir