quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Porque eu não invisto em ETFs

Olá investidores,

O tema de hoje são os famigerados ETFS. Recentemente estive envolvido em uma discussão com o Dimarcinho sobre eles. Após muitos argumentos, de ambos os lados, eu cheguei a conclusão que é possível bater o mercado, no caso o Ibovespa, com tranquilidade, enquanto o Dimarcinho defendeu a posição que é EXTREMAMENTE complicado fazer isso.

Segundo ele, foram realizados vários e vários estudos no mercado americano, que provam categoricamente que para o investidor comum é muito mais vantajoso investir nos ETFs. Mas será mesmo? Primeiro que moramos, trabalhamos e investimos no Brasil. Segundo que será que dá para levar esses estudos a sério? O mercado é totalmente irracional, todo mundo sabe disso. Não existe um padrão, logo, como cravar que é muito dificil vencer o mercado?

Eu já acho que é possível derrotar o Ibovespa com relativa tranquilidade. É óbvio, que com as mudanças no índice, ficou mais complicado de fazer isso. O grosso dele é composto de boas empresas, realmente. Só que você sabia que cerca de 25% dele é composto de Petrobras e Vale? Isso, por si só, já mostra o quanto ele é mal distribuído entre as empresas!

A minha carteira não conta com nenhuma das duas vedetes da nossa Bolsa. Sendo assim, se elas forem mal, e minhas empresas performarem bem, é evidente que eu ganharei do Ibovespa com tranquilidade. E mesmo se elas forem bem, ainda existe a possibilidade de fazer isso. E reparem que mesmo com essa alta absurda das ações da Petrobras, totalmente especulativa, minha rentabilidade nem está tão distante assim do índice no ano.

Fora tudo isso, ETFs são uma verdadeira porcaria no Brasil, por vários motivos. Para começo de conversa, você não recebe os dividendos diretamente na sua conta, ao contrário de quando você faz stock picking. Além disso, você paga imposto de renda em QUALQUER venda que você fizer, independentemente do valor, enquanto nas ações individuais, existe a isenção de até vinte mil reais em vendas por mês.

Mas o pior de tudo, para mim, sem dúvidas é o fato de você ser obrigado a "engolir" determinadas empresas que estão no pacote. Vejam vocês mesmos o tanto de empresas ruins que estão no BOVA11, por exemplo, que replica o Ibovespa:

http://www.bmfbovespa.com.br/indices/ResumoCarteiraTeorica.aspx?Indice=IBOVESPA&idioma=pt-br

Só para citar algumas:

GFSA3, GOLL4, ELET3, LIGT3, MRFG3, ALL3, OIBR4, FIBR3, SUZB5, JBSS3, etc.

Já sei! Você vai me dizer que essas empresas tem uma participação muito pequena no índice. Acertei? Pois é, mas isso não é um argumento válido. Não interessa se a participação é 1% ou 100%. O que interessa é que o seu capital suado está sendo alocado em empresas ruins. É isso que você quer?

É por tudo isso que minha posição sobre os ETFs é muito clara. Eu não compro, não recomendo, e fujo deles. São uma porcaria tão grande quanto os fundos que existem no mercado. Qualquer um, com um pouco de estudo e dedicação, consegue montar uma carteira com boas empresas e obter resultados expressivos ao longo dos anos.

Buffett fez isso e surrou o S&P 500 em 90% dos confrontos. Sim, não temos o mesmo capital do mito, contudo, o conceito é exatamente o mesmo. Invista em boas empresas mensalmente, reinvista os proventos, esqueça as notícias e cotações e acompanhe apenas os balanços que você certamente terá sucesso em sua caminhada.

E você, leitor, qual é a sua opinião sobre o assunto? Acredito que a minha ficou muito bem explicada nesse artigo. Você prefere fazer stock picking igual eu ou acredita nos ETFs? Deixe seu comentário e vamos debater.

Abraços a todos!

32 comentários:

  1. Se a pessoa se dá ao trabalho de abrir uma conta em corretora e operar diretamente na Bolsa, pra que ela vai investir em ETF pra ter que pagar I.R.? Eu não entendo, acho que é excesso de cautela...ou preguiça de estudar um pouquinho...
    Sobre as ações que compõem o índice, OGX continuou por vários meses na carteira do Ibovespa, mesmo quando afundou daquele jeito. Li uma análise uma vez dizendo que só esse caso custou ao índice Bovespa uns 4000 pontos no ano passado.
    Bater os índices da Bolsa pode ser um pouco difícil, mas que adianta acompanhar o ganho através de um fundo desses se você tem que dividir seu lucro com o governo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. IB,

      Pois é rapaz, realmente não dá para entender! Essa desculpa de que é muito complicado acompanhar o mercado não cola. Primeiro que você acompanha as SUAS empresas.

      E segundo que não tem nada de complicado em fazer isso! Eu não tenho a menor intenção em investir em ETFs. Se for para investir neles, eu prefiro aplicar o dinheiro na renda fixa.

      Abraços!

      Excluir
  2. É isso aí mesmo, ETF é coisa pra preguiçoso que não liga pro seu dinheiro, ponto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala PR,

      Às vezes não é nem preguiça e sim desconhecimento de como as coisas funcionam. Mas eu, pessoalmente, não vejo UM motivo sequer para investir em ETFs.

      Abraços.

      Excluir
  3. só por curiosidade:como eh tão facil bater o ibozo quantos meses vc ganhou dele e qual a sua vantagem atual sobre o indice?

    ResponderExcluir
  4. Anônimo,

    Meu histórico de rentabilidades está disponível no fechamento de agosto, é só você olhar. Esse ano eu ganhei do Ibovespa a maior parte dos meses e só estou perdendo temporariamente agora por causa da subida irracional das ações da Petrobras.

    Mas vamos ver o que vai acontecer até o final do ano. Em todo o caso, perdendo ou ganhando do índice, o que importa mesmo para mim são as minhas metas pessoais de rentabilidade, que certamente não seriam batidas caso eu investisse no Ibovespa.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. "Buffett fez isso e surrou o S&P 500 em 90% dos confrontos. Sim, não temos o mesmo capital do mito, contudo, o conceito é exatamente o mesmo. Invista em boas empresas mensalmente, reinvista os proventos, esqueça as notícias e cotações e acompanhe apenas os balanços que você certamente terá sucesso em sua caminhada."
    Alguns pontos:
    1) Buffett não comprava ações de boas empresas mensalmente. O conceito de investimento dele é totalmente diferente, como pode ser lido no livro "Bola de Neve";
    2) Se você vai bater o "mercado", mensurado por índice do tipo Ibovespa, depende de se fazer adequadamente "valuation", o que muito pouca gente faz porque pouca gente entende o princípio de custo de oportunidade que está embutido nesta técnica;
    3) A "filosofia" Bostteriana de não olhar cotação não tem paralelo em lugar nenhum. Como calcular rentabilidade do investimento se não olhar cotação? Não faz sentido. "Ah, mas se o carinha olhar cotação, mexe com o seu emocional e ele compra no topo e vende no fundo". Se acontece isso, é porque o carinha não deve investir em Bolsa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,

      1)Eu não disse que o WB fazia compras mensais. Eu disse que ele montou uma carteira de ações de empresas boas e venceu o mercado. É nisso que devemos "copiar" ele.

      2)Ao menos no Brasil, o Ibovespa é o índice que representa o mercado, correto? Sobre o Valuation, é totalmente inútil para quem faz compras mensais, afinal, como você compra sempre, você vai comprar na crise de 2008 e na euforia de 2009, por exemplo.

      3)Você é mais um com raivinha do Bastter? Ele diz que não devemos olhar as cotações exatamente porque 99% das pessoas que fazem isso compram no topo e vendem no fundo. É fato mesmo! Ele diz para não calcular a rentabilidade e eu acho que devemos calcular, inclusive, eu tenho metas de rentabilidade! E é exatamente por ele não ser o dono da verdade que ninguém é obrigado a concordar com tudo que ele diz.

      Abraços!

      Excluir
  6. Também acho que ETF é investimento pra preguiçoso, não recebe os dividendos, paga imposto sobre qq venda com lucros e é uma cesta de 70+ empresas, eu acho muita coisa...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Zé,

      Não existe nenhum motivo para investir em ETFs para mim. Se for para investir neles, é melhor ficar fora da renda variável.

      Abraços!

      Excluir
  7. Repare que a conta para dizer que bateu o índice é um pouco confusa. Por exemplo, Eu compro ETF desde 2012.
    Compro mensalmente uma quantidade que fique proxima de mil reais.
    Nesse periodo desde que comecei a comprar o ibovespa desvalorizou -11,48% mas minha carteira em ETF está com rentabilidade de +1,47%. ou seja, estou com 115% do IBOV comprando ETF de forma mensal.
    Para mim o correto seria dizer que estou ganhando exatamente o índice e não a 115% dele.
    Dai eu pergunto: você realmente está batendo o índice?
    Já comparou com compras mensais?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. IC,

      Eu já falei que não estou batendo o Ibovespa no momento. Tudo isso por causa do "rally eleitoral". Mas isso é um fenômeno anormal e passageiro. Se você estivesse fazendo stock picking desde 2012, certamente estaria com uma rentabilidade muito melhor.

      Os cálculos da blogosfera são baseados na planilha do ADP, que já virou padrão entre todos os blogueiros. É provável que até o final do ano, que é o que realmente importa, eu ultrapasse o índice.

      Abraços.

      Excluir
    2. Atualizei meu post com a Planilha do ADP.
      tem como ver se fiz corretamente? é assim que costumam fazer?
      valeu

      Excluir
    3. IC,

      Quem criou a planilha foi o ADP. Acho melhor você perguntar para ele. Mas se você seguiu as instruções corretamente, deve estar tudo certo.

      Abraços!

      Excluir
  8. Eu gosto de comprar boas empresas e ver os dividendos pingarem na conta, então ETF pra mim está fora de questão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. UB,

      Realmente, ver os dividendos pingando na conta é extremamente gratificante. Mas não é apenas isso. O que conta também é o fato de você CONFIAR nas empresas da sua carteira, o que não acontece no ETFs.

      Abraços.

      Excluir
    2. Ver dinheiro cair na conta sempre é bom. Tanto que tive uma recaída ontem, rs. Já tinha quase 1 ano que não fazia trades (falei que nunca mais ia fazer isto, rs). eis que eu transfiro 15K para a corretora Rico a fim de investir em LCA. Resolvo dar uma olhada no mercado: Queda do IBOV! Resolvo dar uma olhada no dólar: Alta!. Resolvo dar uma olhadinha nas empresas que sempre sobem quando o dolar sobe: todas subindo SUZB5, FIBR3, EMBR3 e KLBN4. Penso assim: "estamos iniciando correção no IBOV, quando IBOV cai dolar sobre, será que vale uma aposta em algo atrelado ao dolar?.
      Sim, vale. Penso mais: Na LCA vou ganhar no máximo 0,8% ao mês, que tal eu fazer uma operação com este dinheiro que me dê uns 3% liso. Hum... tentador...
      Então vamos escolher um papel:
      FIBR3: sobe 6% na hora... xi, já está esticada.
      SUZB5: sobe 4%, idem
      KLBN11: sobe 3%, esticada também
      KLBN4: sobe 1,5%... hum... olha o que eu achei aqui, um retardatário, kkk.
      Então vamos às compras, me dá aí 6.300 KLBN4 pelo peço de 2,37.
      Compra executada.
      Bom, vamos então definir o target de saída. Quero 3%? Hum... já é bom. Tá, me dá então 5%, pode? Pode. Ordem de venda lançada então em 2,49.
      Começa então o dia de hoje: "Dolar cai por dados de emprego nos EUA". Xiii, melô minha estratégia. Sacanagem. Bom, vamos acreditar.
      Hora do almoço.
      Olhadinha no dolar após o almoço: "Dolar vira e opera em alta!!!"Uowwww.
      Beleza, no final do pregão vejo como fica.
      Abro agora o HB: VENDA EXECUTADA! uau, consegui então na operação 5 meses de rendimento de LCA? putz, em apenas um dia? Uau.
      Mas porque a operação evoluiu tão rápido? Deixa dar uma olhada no gráfico...
      Uai, ordem monstro no meio da tarde, a cotação foi na estratosfera, uuuu, pegou minha ordem de 2,49 e foi a mais de 2,53.
      Caraca!
      Gostei, isto merece um post, rs
      bom fim de semana!
      Ah, dobrei a aposta, tinha uma granda em outra corretora e lancei ordem em 2,39. Foi executada no leilão a 2,38, não usei a grana da corretora da operação de ontem senão ia caracterizar day-trade, mas dependendo do cen[ário na segunda vou triplicar a aposta. Este dolar tem fôlego pra subir mais, o que acha? E o setor de celulose esta semana tá sendo influenciado por boas notícias no cenário internacional. Fique de olho.

      Excluir
    3. UB,

      Parabéns pelos resultados! Infelizmente eu não tenho um capital disponível para arriscar em trades. Quem sabe em 2015 eu entre nessa área...

      Mas será que vale a pena se arriscar tanto para não tirar nem 1k de lucro? É uma coisa se pensar...

      Abraços!

      Excluir
    4. ..."Mas será que vale a pena se arriscar tanto para não tirar nem 1k de lucro?"...

      Ô loko, IL, milzinho livre sempre é bom, sempre que dá eu faço o mesmo com BBAS, com 500/600 conto eu já encerro a operação. No b&h ativo, o que o mercado da tá bom.

      Excluir
    5. OS,

      É claro que é bom, contudo, sempre fico meio receoso com trades, principalmente com ações de empresas ruins, pois a volatilidade delas é imensa.

      Abraços.

      Excluir
    6. É um questionamento válido I.L. Se o mercado virasse teria que sair da operação com menos 1.000. O problema de trade é este, por mais que vc está seguro da operação, a chance de dar errado é grande. O mesmo não acontece no B&H, você colocar 15K na CIELO sem pestanejar, ela pode cair 10% que você não liga, vai lá e compra mais, ou seja, a própria robustez da empresa lhe dá uma tranquilidade. Já trade é uma faca de dois gumes, por isto já tinha desistido desta história de treidar, mas parece que tá no sangue, kkk.
      A operação foi bem segura, no momento da compra grandes ordens de compra estavam lançadas no book, não lembro dos números agora, mas tipo assim, tinha ordem de 100.000 papéis, 200.000, em torno de 2,35 e 2,36. Aó lancei a minha em 2,37. as ordens de venda acima disto eram irrisória, tipo 12.000, 14.000. Fora isto eu detectei um aumento de volume de mais de 1.000 % em relação aos pregões anteriores, ou seja, eu tinha vários sinais apontando a alta do papel, então foi irresistível, o racional falou mais forte que o emocional. E este 'feeling" estava tão certo que no dia seguinte o papel fez um movimento de alta de 7% em apenas alguns minutos. Segunda feira continuo monitorando este papel, assim como Vale que estou de olho para uma operação contra-tendência. Treidar é como coçar, não pode é começar, rs. Vou estipular um limite de 4 trades por mês, senão eu volto ao meu passado onde em um mês cheguei a movimentar mais de 1 milhão de reais em um único mês. Loucura total.

      Excluir
    7. Uó,

      Entendi! Eu sou adepto do bom e velho Buy and Hold. Acho que é mais seguro e encaixa-se melhor com a minha estratégia de investimentos. Desejo sorte em seus trades.

      Abraços.

      Excluir
    8. Com seu comentário no meu blog em 19 de agosto de 2014 22:32 pensei que vc era adeptdo, kkk
      "Caso o pior aconteça, certamente teremos boas oportunidades de trade na Bolsa"
      abraço!

      Excluir
    9. Uó,

      Mas eu não estou desmentindo o que eu postei no seu blog. Certamente, caso a presidanta se reeleja, as ações vão sofrer, especialmente as estatais.

      Para quem faz trades, boas oportunidades surgirão. Eu ainda não faço, mas quem sabe o futuro?

      Abraços.

      Excluir
  9. ETF é um pacote cheio de tranqueira, não vale a pena.

    Não ligo muito pra rentabilidade ou superar índice. Rentabilidade é maquina de torturar sardinha, primo pela simplicidade, compro boas empresas, acompanho balanços e já era, sem stress.

    Foco no processo, o resultado é consequência, é o que vem dando certo.

    Abraço, IL!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala OS,

      Obrigado por compartilhar sua visão conosco! Não vejo problemas em ter um controle da rentabilidade, o que eu acho absurdo mesmo é propagarem por aí que é quase impossível vencer o Mercado.

      Abraços.

      Excluir
  10. Seguir um índice como o SP500 me parece uma boa estratégia de investimento.
    Já um índice como o IBOV me desagrada pelas razões que expos (composição e concentração).

    Quanto a ETFs especificamente, eram para ser uma alternativa de investimento inteligente, mas o problema no Brasil é a dupla desvantagem tributária ( 1.dividendos incorporados na cota e tributados quando da venda; 2. falta de isenção para vendas de até 20 mil).
    Se eu fosse investir no mercado americano compraria um fundo de índice de baixo custo da vanguard sem a menor dúvida.
    No Brasil, stock picking acaba valendo mais à pena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,

      Pois é, como estamos no Brasil, temos que analisar a situação do Brasil. Contudo, mesmo se tivéssemos um cenário igual ao do EUA, eu ainda assim não investiria em ETFs.

      Não existe nada melhor do que você montar a sua própria carteira de ações.

      Abraços!

      Excluir
  11. Também não gosto de ETF, pois tem muita tranqueira neles. Prefiro selecionar minhas ações.
    Os índices brasileiros possuem como requisito principal de composição a liquidez e volume das ações. Quanto maior forem, maior representatividade estas ações terão nos índices. Então, se um grupo de empresas pré-operacionais, que dão prejuízo direto, cair nas graças do mercado, ele fará parte do índice. E quem investe em ETF será sócio dessas tranqueiras.
    Pelo que pesquisei, o único índice que leva em consideração a qualidade das empresas é o ISE, mas mesmo assim tem algumas ações que nunca me tornaria sócio.
    Prefiro escolher ações diretamente. Além de ficar mais a vontade, ainda tem isenção dos 20k e recebimento dos dividendos.
    No entanto, respeito quem prefere ETF. Pode ser que esta questão de "tranqueiras" tenha pouca importância na estratégia do investidor, sendo que o importante é a evolução do conjunto. O que passa a ser mais importante é a visão macro.

    Abraços

    ResponderExcluir
  12. Fala ADP,

    Seus comentários foram muito enriquecedores! A grande questão é exatamente essa. Cada investidor deve seguir a estratégia que deixa-o confortável, e no nosso caso, os ETFs não encaixam-se nisso.

    Abraços.

    ResponderExcluir