segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Novidades na carteira

Olá investidores,

Continuando o processo de reformulação da carteira, informo que foram adquiridas hoje ações da BRFS3. A BRF é uma gigante dos alimentos e casa perfeitamente com a MDIA3, visto que uma complementa a outra. Enquanto a primeira comercializa carnes, congelados e lácteos, a segunda é líder no mercado de biscoitos e massas.

Além disso, optar por ela significa se expor de forma direta ao Agronegócio, que é a única coisa que presta no Brasil. Para quem não sabe, o Brasil é o maior exportador de frango do MUNDO e a BRF é a maior exportadora do país. Vejam o gráfico abaixo:


Eu sei que a empresa não tem um histórico tão animador, contudo, acredito no potencial da mesma. Demanda por comida sempre vai existir. O Brasil é reconhecidamente o celeiro do mundo. Porque ficar fora disso então? Vamos ver o que vai acontecer.

Com a aquisição dela, chego ao 11º ativo da nova carteira. O 12º e último será a GETI3. Eu sei do fim do contrato dela com a ELPL. Já sei de tudo, já falei com o RI, enfim, estou vacinado quanto a isso. O fato é que a empresa é um relógio suíço. É só olharmos os dados dela nos últimos anos. A ideia é permanecer nela enquanto ela for boa. Caso ela piore, o plano B será a TBLE3, que permanecerá no "banco" de reservas.

Gostou das novidades?

Abraços!

20 comentários:

  1. Excelente empresa a BR Foods.

    Vejo ela com bons olhos, esperando uma oportunidade de entrada!

    Parabéns pela aquisição!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diga Seu Guarda, (plagiando o Uó)

      Concordo com o senhor. Ela é a Ambev das carnes, rs. Obrigado pela força.

      Abraços.

      Excluir
  2. Seja bem vindo SÓCIO! Comprei BRFS3 faz poucos meses a 47, 00 reais. Grande empresa aqui do Sul. Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Bagual,

      Obrigado! Agora vamos encher a geladeira e o freezer com os produtos da Sadia, rs.

      Abraços.

      Excluir
  3. Investidor Livre, depois que tive JBS e vendi, decidi não ter mais empresa de carne na carteira, as receitas são enormes, más o lucro é baixo, o que gera uma margem bem baixa, além de estar cara no momento, más de toda forma, sucesso na nova aquisição.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Beto,

      Do setor de carnes, a BRF é a única que presta. Ela vai representar apenas 5% da minha carteira. Não estou preocupado com as margens. O que importa são os lucros.

      E os lucros dela aumentaram exponencialmente nos últimos dez anos.

      Abraços.

      Excluir
    2. IL, repare que o aumento não foi tão exponencial assim, na verdade o aumento foi devido à fusão Sadia e Perdigão, assim a empresa ficou maior e o lucro somado, mas crescimento MESMO dos lucros não tem não, aliás é bem inconsistente.
      Abraços

      Excluir
    3. EI,

      Como não? Fazendo uma comparação dos últimos dez anos, de 2003 a 2013, o lucro aumentou de R$ 123 milhões de reais para R$ 1,67 bilhões! Isso dá um aumento de quase dez vezes.

      A fusão só começou para valer em 2010. E de lá para cá, os lucros são, no mínimo, consistentes. Enfim, acredito que eles devem crescer nos próximos anos.

      Abraços.

      Excluir
    4. discordo IL,

      de 2001 a 2009 o lucro ficou de lado (sobe e desce), de 2009 a 2011 (2 anos apenas) explodiu (fruto da fusão) de lá pra cá uma porcaria (inconsistente, sobe e desce), veja lá no quadro do bastter http://www.bastter.com/mercado/acao/BRFS.aspx

      Sem contar que a dívida é um pouco alta e margem baixa, se acontece uma engasgada a empresa sofre.

      Sobre o Abilio, tenho minhas dúvidas, ele é bom para o bolso dele e da família dele. Minha impressão é que o PCAR foi para outro patamar quando os franceses entraram pra valer no jogo.

      Excluir
    5. EI,

      Mesmo com esse sobe e desce os lucros são consistentes. Ou não? Consistente é diferente de crescente! Em algum ano a empresa deu prejuízo? A dívida está caindo gradualmente e a margem baixa não me incomoda.

      Se a empresa dá lucro, para mim tanto faz se a margem é 1%, como a da UGPA3, ou 30%, como a da ABEV3. Bom, prever o futuro ninguém consegue, mas o fato é que hoje a BRFS3 atende aos meus critérios.

      Abraços.

      Excluir
  4. BRFS eu já tive quando ainda era PRGA, é como disse o B.Fiscal, receita monstro e lucro baixo, injuriei com ela e sai fora. hehe
    Parabens e boa sorte.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OS,

      Valeu pela opinião! Sim, a margem da empresa é pequena, contudo, para quem investe na UGPA3 como eu, tá bom, rs. A empresa e o presente dela são bons e o futuro é promissor.

      Abraços.

      Excluir
  5. Optou por uma ação de crescimento e outra de dividendos, IL? A meu ver, boa estratégia.

    Agora vem a parte que, para mim, é a mais difícil: manter o planejamento traçado, a despeito das tentações que outros ativos possam vir a oferecer no curto prazo.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. LDL,

      Isso mesmo. A BRFS3 entrou no lugar da EZTC3 e a GETI3 no da TAEE11. De minha parte, pretendo manter essas empresas na carteira de ações enquanto elas permanecerem boas.

      Pretendo providenciar um capital para trades, que poderá ser usado em um futuro próximo, mas totalmente separado do B&H.

      Abraços.

      Excluir
  6. IL,
    Boas empresas, mas eu não gosto da BRF, só que é coisa pessoal. Não confio muito no modelo "Abilio" de gestão. A empresa parece boa, mas parece que gosta de um rolo.
    Sobre a GETI, acho uma empresa excepcional. Este ponto do contrato com a Eletropaulo já está precificado, portanto resta saber qual será a atitude da empresa com relação a isso no futuro.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EI,

      Você pode até não gostar dele, mas é fato que o Abilio é um executivo extremamente competente, rs. Estou dando um voto de confiança para a BRFS3 pois acredito na função do Brasil como celeiro do mundo. E investir nela significa tirar proveito disso.

      A GETI3 dispensa comentários. Não tem nem o que falar! A gestão da empresa é boa e eles já estão montando uma nova carteira de clientes para substituir a Eletropaulo.

      Abraços.

      Excluir
  7. Acho que uma empresa da área de alimentação tem que existir em qualquer carteira, pena que no Brasil temos poucas empresas desta área listada em bolsa. Estou monitorando MDIA e BRFS, em momento oportuno vou aportar em uma delas ou nas duas. Até já fiz uma pequena entrada na BRFS, mas muito pequena, mas mesmo assim já está me dando mais de 30% de lucro, nada mal, rs. Nos preços atuais fico afastado, rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Uó,

      Eu pretendia ficar com apenas uma das duas. O fato, contudo, é que ambas se complementam, como falei no post inicial. A respeito de preço, é aquela história, para quem faz compras mensais, a diferença final será insignificante.

      A propósito, de onde você tira os "targets" para entrar nas empresas? Qual cálculo você usa? Só por curiosidade mesmo.

      Abraços.

      Excluir
    2. Análise Gráfica apenas, gosrto de comprar acomodações de preços, elas sempre ocorrem. Seguem meus targets atuais:

      LEVE3 21,12
      UGPA3 48,48
      PSSA3 29,92
      ABEV3 14,14
      CIEL3 37,37
      MDIA3 85,85
      ETER3 7,77
      PCAR4 100,00
      CCRO3 16,16
      GRND3 12,21
      ANIM3 25,25
      CTIP3 27,27
      RENT3 32,32
      ITUB3 29,29
      TOTS3 33,33
      BRFS3 46,46
      WSON33 28,28
      CMIG3 14,14

      Mas eu costumo adiantar os targets, ontem por exemplo comprei ABEV a 15,51. Mas se for considerar uma possível acomodação de preço pode ser que ela chegue lá na casa dos 14, mas tem hora que eu não gosto de ficar esperando, aí faço a compra, por outro lado sempre deixo dinheiro guardado, vai que chega no target não é mesmo? rs

      Excluir
    3. Uó,

      Entendi. Boa sorte na sua estratégia.

      Abraços.

      Excluir