terça-feira, 12 de agosto de 2014

Mudança nas regras

Olá investidores,

Infelizmente, em virtude dos trolls que infestam a internet, tive que optar por moderar todos os comentários antes deles serem publicados. Eu realmente quero manter o nível do meu espaço e não estou disposto a perder o comando. Além disso, comentários que eu julgue inúteis ou sem propósito poderão ser deletados sem aviso prévio.

Meu blog não é uma democracia. Aqui quem manda sou eu. Não gostou? Problema seu! Tomei essa atitude por causa do último comentário do Sr. Afonsinho. Em resumo, ele escreveu um monte de abobrinha e disse que eu iria quebrar. É a opinião dele! Mas eu não vou admitir provocações, ironias ou ofensas aqui, seja comigo, seja com meus leitores.

Essa mudança vale a partir de agora! Não sou o primeiro e nem serei o último a tomar essa atitude. Outros blogueiros também moderam os comentários e as discussões fluem muito melhor! Qualidade > quantidade. Esse é o meu lema de vida e no blog não será diferente.
 
Abraços a todos.

14 comentários:

  1. Respostas
    1. OS,

      A questão não é essa. O fato é que eu não tenho paciência e nem tempo para ser babá de marmanjo que quer ficar trollando na internet. Os anônimos serão bem vindos, desde que contribuam com o debate.

      Abraços.

      Excluir
  2. IL, não sei se precisa ser tão tão radical, afinal você pode "moderar" a qualquer momento, pois é só excluir comentários indevidos. de qualquer maneira já pensei em fazer isso. Outra possibilidade é bloquear anonimos.

    Não fiz nenhum dos 2 ainda pois tenho dúvidas se a moderação quebra um pouco o ritmo e a eliminação dos anonimos vetaria a exposição de coisas que as pessoas não falariam se não estivessem anonimas (mesmo as boas, muitas vezes).
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EI,

      Optei por manter os anônimos, contudo, todos os comentários passarão por minha moderação antes de serem publicados. Assim eu evito os trolls e consigo manter o nível do blog.

      Abraços.

      Excluir
  3. Gosto muito do seu blog il e tenho aprendido muita coisa tanto nas postagens como nos comentarios ,em que o assunto e sobre os temas relevantes ,vou continuar vindo aqui ,porque e atraves deste blog que aprendi a comprar ações e ter sangue frio pra suportar os sobe e desse do mercado,e uma pena que existem pessoas que não conseguem aproveitar as coisas boas que existem na internet pra aprender com as experiencias de outros,e usa o anonimato pra ofender e agredir verbalmente os outros ,eu como anonimo repudio estas condutas ,e fico triste porque ja perdemos otimos blogueiros por conta destas atitudes, estou na torçida por vc e pelos outros que aqui postam(blogueiros)porque suas estrategias são boas e seguidas por muitos inclusive eu ,lembrando que são informações totalmente gratuitas que muitos por ai vendem por um bom dinheiro ,fica aqui minha indignação e meu respeito não so por vc mas tambem pelos excelentes blogueiros....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,

      Muito obrigado por escrever tão belas palavras! É isso que me motiva a compartilhar minhas experiências com vocês e com a blogosfera em geral.

      Abraços.

      Excluir
  4. Infelizmente há muitos adolescentes bobos atrapalhando o bom debate. O objetivo da maioria é ficar rico, encher o bolso comprando ações. Mas infelizmente alguns idiotas aparecem para bagunçar.


    O Bastter sempre censurou o forum dele. Lá o foco é discussão contábil e situação das empresas. Quem sair da linha é expulso. Esse tipo de coisa é ótimo, pois afasta os dementes.


    Por último, lembre que Warren Buffet considera a Contabilidade o idioma dos negócios.


    Abraços,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Anônimo,

      Pois é, os desocupados e inúteis estão sempre à espreita na internet, prontos para encher o saco de pessoas que estão realmente preocupadas em estudar, trabalhar e enriquecer.

      O Bastter faz um ótimo trabalho e é um exemplo para todos nós. Discordo dele em algumas coisas, contudo, regras são necessárias, tanto no site dele como no meu blog.

      Sobre a Contabilidade, ela é uma das minhas paixões. Não apenas nos negócios, mas não existiria a economia também e nossa vida seria MUITO mais complicada sem ela.

      Abraços!

      Excluir
  5. Contabilidade é show de bola, uma das invenções mais lógicas e úteis da humanidade.


    Acho que no futuro seremos colegas...Ando pensando seriamente em fazer uma segunda graduação em Ciências Contábeis.

    Abraços,
    Carioca

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carioca,

      Concordo totalmente com você. Sério? Que bacana, espero que você comece o curso sim, afinal, estudar sempre é bom.

      Abraços.

      Excluir
  6. Opa IL, gostei da atitute. Embora meu blog tenha apenas 1 semana, já foi muita gente lá pra falar merda mesmo, colocar o cara pra baixo. Até agora eu to levando na esportiva, normal, mas se começar a perturbar demais eu faço que nem você.

    Enfim, abraço.

    Te adicionei aqui na minha blogroll, se der pra me adicionar também ficaria grato!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PR,

      Moderar os comentários foi a melhor atitude que eu poderia tomar! Não tenho paciência com os trolls da internet. Sobre o blogroll, vou te adicionar assim que possível, ok?

      Abraços.

      Excluir
  7. Naquele outono, de tarde, ao pé da roseira de minha avó, eu obrei.
    Minha avó não ralhou nem.
    Obrar não era construir casa ou fazer obra de arte.
    Esse verbo tinha um dom diferente.
    Obrar seria o mesmo que cacarar.
    Sei que o verbo cacarar se aplica mais a passarinhos
    Os passarinhos cacaram nas folhas nos postes nas pedras do rio nas casas.
    Eu só obrei no pé da roseira da minha avó.
    Mas ela não ralhou nem.
    Ela disse que as roseiras estavam carecendo de esterco orgânico.
    E que as obras trazem força e beleza às flores.
    Por isso, para ajudar, andei a fazer obra nos canteiros da horta.
    Eu só queria dar força às beterrabas e aos tomates.
    A vó então quis aproveitar o feito para ensinar que o cago não é uma coisa desprezível.
    Eu tinha vontade de rir porque a vó contrariava os ensinos do pai
    Minha avó, ela era transgressora.
    No propósito ela me disse que até as mariposas gostavam de roçar nas obras verdes.
    Entendi que obras verdes seriam aquelas feitas no dia.
    Daí que também a vó me ensinou a não desprezar as coisas desprezíveis
    E nem os seres desprezados.

    Memórias Inventadas: a infância
    Manuel de Barros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uó,

      Admiro a sua tolerância, contudo, eu não sou assim, rs.

      Abraços.

      Excluir