sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Sua relação com o Home Broker

Olá investidores,

O objetivo desse post é realizar uma reflexão entre todos que investem na Bovespa. Você é do tipo que, não resiste, e acessa a famigerada ferramente todos os dias para ver a cotação das suas ações ou você é do tipo de pessoa que está pouco se lixando para cotação e segue a ideia de que no longo prazo a cotação segue o lucro, logo, se a empresa é boa e tem lucros consistentes, automaticamente a cotação vai subir também. Qual é o seu estilo? Vou confessar para meus leitores que eu já fui mais desesperado. Eu sempre gostei de economia, já investia em renda fixa antes e comecei na renda variável esse ano. No começo, fiz algumas burradas e ficava DESESPERADO, olhando o HB o dia inteiro e nem trabalhando direito, só pensando nas cotações das ações, rs.

Por um acaso, acessando o blog do Médico Investidor, descobri o site do Bastter. Comecei a devorar todo o conteúdo disponibilizado, e por sinal, vou elogiar o Bastter. Que trabalho MARAVILHOSO que ele faz, em? Para quem não acessa ou não conhece o site, eu mais do que recomendo ele! Mas enfim, após ler demais, tirar muitas dúvidas, assistir vários vídeos, hoje sou absolutamente tranquilo quanto a isso. Eu invisto em boas empresas, empresas lucrativas, empresas que são essenciais para a sociedade e tenho certeza que uma empresa boa, tende a continuar boa, enquanto uma empresa ruim, tende a continuar ruim. E se as empresas que eu julgo boas ficarem ruins? É simples, amigos.

Eu simplesmente saio delas e coloco meu capital em outra empresa. Não tem segredo. Não precisa ficar acompanhando cotação, balanço trimestral, preço médio e outras coisas. O ser humano complica demais as coisas que são absolutamente simples. Se você é SÓCIO da empresa, e confia nela, para que ficar olhando cotação todo santo dia? Como diz o Bastter, trabalhe mais, poupe mais e fique rico mais rápido. Hoje em dia eu só entro no HB para fazer a minha compra mensal de ações. O resto dos dias? Nem sequer lembro que ele existe. Agora eu me preocupo em ganhar cada vez mais dinheiro ao invés de ficar preocupado com as variações das cotações das ações no curto prazo, que são absolutamente normais. Mas e você, caro investidor, qual é o seu comportamento? Acompanha todo dia, toda semana, todo mês, todo ano... O que você faz? Deixe seu comentário!

16 comentários:

  1. Acho o website do Bastter ótimo para educação, mas discordo radicalmente da forma que ele encara trades. Também não sou adepto de B&H, não fico com um papel que está caindo, por mais que a empresa tenha bons fundamentos.
    Mas acho que não existe jeito certo ou errado de investir. Há infinitas maneiras de ganhar (e perder) dinheiro. Eu prefiro manter meus investimentos em FIIs e Tesouro Direto, e usá-los como garantia de trades com ações. Tem funcionado bem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Adam, obrigado pela visita e pelo comentário! Eu acho que cada um deve formular a sua estratégia e seguir com ela, afinal, cada um é responsável por seus atos e principalmente por seu dinheiro. Como sou adepto do BH, eu opero sem stop, pois não me preocupo com quedas temporárias, já que encaro isso com normalidade. Concordo com você que existem várias formas de investimento, só que o maior problema, para mim, é que infelizmente para 99% da população brasileira só existem poupança e imóveis, não é mesmo? Também sou adepto do TD, por sinal, as taxas estão muito atrativas, rs.

      Excluir
    2. Empresa boa caindo é oportunidade, quanto mais cair melhor.

      Excluir
    3. Verdade Uó! Empresa boa caindo é para comprar aos baldes, como diz o Luiz Barsi Filho.

      Excluir
  2. É isso aí, IL.
    O investidor de verdade sabe que tem parte nos negócios, se beneficia dos lucros, e se comporta como um legítimo sócio, por anos e anos enquanto ela for boa.
    Será que a família Maluf fica toda hora olhando a cotação da EUCA3? Acho que nem não estão nem aí pra isso.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Wagner, tudo bom? Como falei para o Adam acima, cada um deve saber o que está fazendo. Misturar trade com BH é pedir para comprar no topo na euforia e vender no fundo em pânico. Na verdade as coisas são simples, seja sócio de boas empresas e saia delas no momento em que elas ficarem ruins.

      Abração e obrigado pela visita!

      Excluir
    2. Misturar trade com B&H é perigoso, experiência própria. Hoje só faço trades com dinheiro da corretora, dinheiro meu é todo para B&H.

      Excluir
    3. Eu ainda não faço trades, não me sinto preparado o suficiente, mas talvez futuramente eu aloque uma pequena parcela do meu capital para isso. No momento sou 100% Buy & Hold.

      Excluir
  3. O Bastter fala, todo mundo fala, mas eu não compro ativo sem antes olhar o gráfico. E também não vendo sem olhar. Minha estratégia é muito simples, compro quando está tudo mundo vendendo, e vendo (um pouco - não tudo) quando está todo mundo comprando. Assim vou acumulando capital, e aproveitando os períodos de alta e baixa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas aí você está comprando na baixa e vendendo na alta Uó. O ideal é acumular as ações, elas são parte do seu patrimônio, você só deve se desfazer delas se a empresa em que estiver o seu capital ficar ruim. Quanto mais ações de boas empresas você tiver melhor. Vamos supor que você venda a ação X com valorização de 100%. E se ela valorizar 200, 300 ou até mesmo 500%?

      Excluir
    2. Então, como eu disse, não vendo tudo. Veja meu post sobre OGX, vendi 10.000 ações, e reverti o lucro da operação em 3.000 ações, ou seja, 3.000 ações foram acumuladas. Veja o caso do banco do Brasil mais recente. a conduta seria vender pelo menos um pouco naquele topo irracional. Tipo, se eu tivesse uma 100 ações poderia converter o lucro em ações perpétuas ou desfazer metade da posição em 25,00 por exemplo para entrar novamente com novo aporte em 23,00.

      É isto que as grandes instituições fazem, ela elevam e derrubam os preços das cotações, para fazerem suas acumulações. Veja o caso da AMBEV, tem player pesado acumulando a ação. Comprando grandes quantidades em torno de 16,60. Vendendo um pouco em torno de 17,40 para derrubar o preço, por isto o preço fica oscilando em um canal de retângulo. Minha conduta em AMBEV está sendo comprar 2K em torno de 16.50 e vender 1K em trono de 17.50. Vou balanceando no canal desta forma.

      Excluir
    3. Entendi Uorrem. Bom, cada um com sua estratégia, eu prefiro ir acumulando ações de boas empresas mesmo. Provavelmente, no futuro, devo separar uma grana para trades, mas só depois de estudar muito essa área. O que não pode é misturar trade com BH! Esse é o maior pecado dos novos investidores e que acontece com muita frequência.

      Excluir
  4. É muito difícil para quem está começando ignorar os ruídos do curto prazo, ainda mais considerando que investimento em bolsa não é difundido no Brasil.

    Mas eu sou a referência bastteriana da Blogosfera e você me cita o Médico Investidor no post??? kkk!

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Troll,

      Você não é só a referência bastteriana da blogosfera, mas também o Rei da mesma, hahaha. Citei o Médico porque foi lendo um comentário dele no blog que descobri o site do Bastter. Até então eu não o conhecia. Então, indiretamente, o Médico foi o responsável por eu conhecer o Bastter, rsrs.

      Abs

      Excluir
  5. Pois eh, a relação com o Home Broker é assim mesmo. No começo é um vicio.
    Eu opero como você. Entro lá, faço minha compra, e ai só entro no outro mês.
    Comecei a comprar ações diretamente a pouco tempo, e realmente os burburinhos do mercado incomodam.
    Esperto é quem sabe ignorar, e continua comprando ações de boas empresas.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  6. Você falou tudo Viver Bem e Investir! Como disse no post, no começo eu ficava desesperado, mas hoje em dia eu só lembro do HB quando vou fazer minha compra mensal de ações.

    Abração!

    ResponderExcluir